Cidade do México: conheça o centro da lua dos astecas

Cidade do México: conheça o centro da lua dos astecas
Cidade do México é uma das maiores metrópoles do planeta (Imagem: Shutterstock)

Alegre, vibrante e colorida, a capital mexicana é um dos destinos culturalmente mais ricos e interessantes do mundo. Com uma mistura singular de construções primitivas e contemporâneas, é uma das maiores metrópoles do planeta.

A palavra ‘México’ quer dizer o “centro da lua”, “metztli” é lua, “xictli” é centro e “co” é lugar, de acordo com o idioma dos astecas. Cidade mais populosa da América do Norte, a capital mexicana é cheia de cores, sabores, histórias e belezas.

O que visitar na Cidade do México?

Antiga sede do Império Asteca, é hoje uma metrópole que guarda o melhor do passado entre arranha-céus e muitas avenidas.  São várias atrações para conhecer, lugares para visitar e comidas deliciosas para provar. Como a cidade é realmente enorme, é necessário fazer um roteiro com o que é mais atraente e interessante. 

Receba as novidades sobre Saúde e Bem-estar, Astrologia, Beleza, Culinária e muito mais!

Centro Histórico 

Não tem como começar uma viagem à Cidade do México sem primeiro conhecer o centro histórico. O ponto central é o Zócalo ou Praça da Constituición, a terceira maior do mundo. É ali que se concentram as sedes dos poderes econômicos políticos e religiosos do país, além de ser o ponto de encontro para a maioria das celebrações e manifestações na capital. 

Também era no Zócalo que se concentrava o centro político e religioso de Tenochtitlán, a capital do Império Asteca, que hoje é a Cidade do México. A área histórica engloba ainda importantes edificações, como: 

Templo Mayor

Descoberto em 1978, durante os trabalhos de escavação do metrô, o Templo Mayor é um autêntico templo asteca no meio da cidade. Fácil de chegar, na região do Zócalo, ele fez parte da antiga cidade de Tenochtitlán. Ao lado do templo é possível visitar também o Museu del Templo Mayor, que guarda diversas relíquias encontradas durante as escavações.

Palácio de Belas Artes

O Palácio de Belas Artes, majestoso edifício de estilo art nouveau em mármore branco de Carrara, é a maior casa de ópera do país. Construído inicialmente para comemorar o centenário da independência mexicana. O espaço abriga o Museo del Palacio de Bellas Artes, localizado no segundo e terceiro andares, com obras de artistas nacionais e exposições temporárias, e o Museu Nacional de Arquitetura.

Torre Latinoamericana na Cidade do México
Torre Latinoamericana foi o primeiro arranha céu construído na Cidade do México (Imagem: Shutterstock)

Torre Latinoamericana

Bem próximo ao Palácio está a Torre Latinoamericana, que data de meados do século XX, sendo o primeiro arranha céu da Cidade do México. Com mais de 180 metros de altura, a construção está em uma zona sísmica com alta atividade.

Catedral da capital

A Catedral da capital é uma das mais antigas do continente, sendo um dos símbolos do domínio espanhol, construída para sobrepujar-se em relação aos templos astecas. Foram mais de 200 anos para que a igreja ficasse pronta, então é possível encontrar diversos estilos arquitetônicos, como barroco, renascentista e neoclássico. 

Santuário de Nossa Senhora de Guadalupe 

O santuário de Nossa Senhora de Guadalupe é considerado um dos maiores templos católicos do mundo. O local abriga diversas igrejas e capelas, incluindo a antiga basílica, finalizada no ano de 1709, e a nova, da década de 1970. Há também um museu, com um grande acervo de relíquias culturais e artísticas da Virgem de Guadalupe.

Atrativos culturais 

Após percorrer o centro histórico da cidade e escolher os melhores estabelecimentos para visitar, vale a pena conhecer também os atrativos culturais do México. Veja alguns deles: 

Canais de Xochimilco

Localizados no sul da capital, os canais de Xochimilco reúnem, aos finais de semana e feriados, uma grande quantidade de turistas e mexicanos que levam suas famílias para confraternizar e aproveitar o dia. Para começar o passeio é só alugar uma das “trajineras”, espécie de barquinhos coloridos e adorados com capacidade para cerca de 20 pessoas. 

Ao longo do percurso, que pode ter duração de uma hora ou o dia inteiro, o viajante pode experimentar a culinária local, comprar souvenirs e flores dos vendedores flutuantes. Para o passeio ficar ainda mais divertido, é possível contratar uma apresentação de mariachis ou contação de histórias. Xochimilco foi declarado, em 1987, Patrimônio Cultural da Humanidade pela UNESCO.

Museu Frida Kahlo

Conhecido popularmente como “Casa Azul”, o Museu Frida Kahlo é um dos museus mais populares da Cidade do México. Localizado em Coyocán, um dos mais belos e antigos bairros da cidade, o museu foi a casa onde nasceu, viveu e morreu Frida Kahlo, a mais importante artista plástica do país. O museu-casa revela todo o universo íntimo e a personalidade de Frida, por meio de um completo acervo de fotos, obras, autorretratos e objetos pessoais.

Museu Soumaya  e Sítio arqueológico de Teotihuacan

Museu Soumaya, que possui um acervo de mais de 60 mil peças, que vão desde o século XV até os dias de hoje. Já as pirâmides do sítio arqueológico de Teotihuacan são uma boa atração nos arredores da cidade. Prepare o condicionamento físico, o viajante está autorizado a subir os sofríveis degraus das pirâmides do Sol e da Lua, no lado oposto.

Lá de cima, é possível tirar incríveis fotos panorâmicas de todo o sítio arqueológico. Para chegar a Teotihuacan você pode contratar um tour ou ir por conta própria, pegando o metrô até a estação Autobuses del Norte, onde funciona um terminal rodoviário. Lá dentro, procure o setor 8, onde são vendidas as passagens de ônibus para as pirâmides. 

Bosque de Chapultepec na Cidade do México
Bosque de Chapultepec é o maior e mais antigo parque das Américas (Imagem: Shutterstock)

Parque de Chapultepec

O bosque de Chapultepec é o maior e mais antigo parque urbano das Américas e chega a receber 16 milhões de visitantes por ano. Com lagos, jardins, monumentos e caminhos arborizados, é um dos lugares mais encantadores e tranquilos da metrópole. No centro do bosque, bem no alto, está o Castelo de Chapultepec. Dele, é possível admirar toda a beleza da vista do horizonte da Cidade do México. 

Nas instalações do castelo, encontra-se o Museu Nacional de História, que exibe um acervo com mais de 65 mil peças de grande valor histórico e cultural. Já no bosque, ainda é possível visitar o zoológico, o Jardim Botânico e outros museus, como o de Arte Moderna e o Rufino Tamayo, um dos grandes artistas mexicanos.

A maioria das atrações encontra-se na primeira parte do bosque, bem próximo ao Paseo de la Reforma, uma das principais avenidas da capital. Do outro lado da via, não deixe de visitar o Museu Nacional de Antropologia, com obras arqueológicas e antropológicas das ricas culturas pré-colombianas do México – os maias e os astecas são apenas dois desses povos. 

Gastronomia mexicana

Um país cheio de cultura e história reflete isso em sua gastronomia. Tudo é muito temperado, colorido e saboroso. Grande parte dos alimentos é feita à base de milho, feijão e chili, a pimentinha que dá um toque diferente aos pratos.

Entre tortilhas, tacos e guacamole, é possível encontrar cazón, tamales e outras iguarias tradicionais e deliciosas. As barraquinhas de comida de rua oferecem desde tripas a insetos para aqueles que têm coragem e vontade, vale a pena experimentar. É claro, o visitante também vai encontrar muitos tacos sendo vendidos, com diversos tipos de recheios.

O Balcón del Zócalo, além de proporcionar uma belissima vista para a Plaza de la Constitución, possui um cardápio que mistura o melhor da comida tradicional com um pouquinho da cozinha contemporânea. Em Polanco, que é sem dúvida um dos bairros mais sofisticados e exclusivos da capital mexicana, o visitante vai encontrar o restaurante Pujol que figura entre os melhores do mundo.

Melhor época para visitar 

O clima do México é bem variado e dividido por zonas. Em maior altitude, a Cidade do México e o estado de Guanajuato têm um clima mais ameno e seco na maior parte do ano. Chuvas são comuns no verão, de junho a setembro. Na costa do Caribe faz calor o ano inteiro, com o período mais chuvoso entre setembro e outubro (quando também é o ápice da temporada de furacões). Na costa do Pacífico, também é verão o ano todo, com a estação das chuvas entre junho e outubro. Em Los Cabos, o clima é semiárido. 

Texto originalmente publicado na revista Qual Viagem (Edição 87). 

Por Cláudio Lacerda Oliva, Eliria Buso e Patrícia Chemin 

Redação EdiCase

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.