Como escolher entre parto normal e parto cesárea

Como escolher entre parto normal e parto cesárea
Vantagens e desvantagens parto normal e parto cesárea (Imagem: Shutterstock)

Conheça as vantagens e desvantagens de cada uma das opções

Por Viviane Almeida de Alcantara Lopes

Uma das dúvidas mais comuns entre as gestantes é qual tipo de parto vão ter. Muito se fala das vantagens e desvantagens de cada escolha. Vamos dar algumas informações acerca desses procedimentos para ajudar as futuras mamães.

Vantagens do parto normal

O parto vaginal sempre foi considerado a melhor opção, pois traz muitos benefícios quando ocorre sem complicações. Podemos destacar a rápida recuperação com quase ausência de dor, menor risco de infecção hospitalar, alta hospitalar mais rápida e menor incidência de desconforto respiratório do bebê, pois, quando ele passa pelo canal de parto elimina líquido amniótico dos pulmões e, em geral, apresenta uma boa respiração – pelo fato de o canal ser muito constrito.

Desvantagens desse tipo de parto

Contudo, devemos estar cientes das desvantagens do parto vaginal, que não são poucas. Uma delas é a dor referida pelas gestantes durante as contrações e no período expulsivo do feto.

Hoje em dia temos a opção de fazer um parto normal “quase” sem dor usando analgesia. Esse procedimento é somente realizado por um anestesista e quando se atinge ao menos 5 cm de dilatação; até esse estágio, a gestante terá que conviver com o incômodo das contrações.

Podemos citar ainda danos à pelve, ao períneo e ao ânus, que podem evoluir, por exemplo, para incontinência urinária. As complicações fetais nesse tipo de parto, embora incomuns, podem ser graves, como a anóxia cerebral fetal, que é decorrente de uma oxigenação fetal insuficiente, que leva a danos irreversíveis. Outro exemplo é a ocorrência de ruptura uterina, pelo esforço demasiado e desequilibrado das fibras musculares da região.

Benefícios do parto cesáreo

O parto cesáreo tem sido cada vez mais escolhido, principalmente em grandes centros urbanos. Nesse caso, as futuras mamães podem planejar, com seu obstetra, o dia e hora do parto, tendo a certeza de que o médico que a acompanhou desde o início da gestação, com o qual ela criou uma forte relação de confiança, estará ao seu lado nessa hora tão importante.

Afinal, sabemos que, em lugares como São Paulo, as chances de seu médico chegar ao hospital a tempo para realizar um parto vaginal, que não é programado, são menores do que em cidades pequenas.

Desvantagens da cesariana

As principais complicações da cesárea atingem a mãe, pois é ela quem vai ser submetida a uma cirurgia, e qualquer tipo de procedimento cirúrgico é delicado. Podemos destacar: recuperação mais lenta que a do parto normal, pós-parto mais doloroso, atraso na lactação, alta hospitalar mais demorada, maior risco de infecção, maior risco de desconforto respiratório do bebê e limitação do número de gestações futuras.

Decisão conjunta

É importante que a decisão da gestante sempre esteja de acordo com a opinião de seu médico, pois ele leva em conta algumas condições alheias à vontade da gestante.

Viviane Almeida de Alcantara Lopes

Mestre em ciências pelo Departamento de Obstetrícia da Universidade Federal de São Paulo. Tem experiência na área de Obstetrícia, com ênfase em Medicina Fetal.

Confira diversas receitas de papinhas para o seu filho.

Redação EdiCase

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.