Gilberto Gil: vida e carreira do artista

Gilberto Gil: vida e carreira do artista

Conheça mais sobre um dos maiores nomes da Música Popular Brasileira

Gilberto Passos Gil Moreira, ou apenas Gilberto Gil, é um dos maiores nomes da Música Popular Brasileira (MPB). Artista completo, ele consegue transitar pelo baião, samba, reggae e bossa nova. Suas letras poéticas falam sobre amor, amizade, carnaval, política, religiosidade e cultura africana.

Primeiros passos

Gil nasceu em Salvador, na Bahia, em 1942. Mudou-se para a cidade Ituaçu ainda pequeno, onde recebeu as primeiras influências musicais de bandas locais, sanfoneiros, cantores e violeiros, além dos grandes ídolos do rádio, como Luiz Gonzaga e Jackson do Pandeiro.

Aos nove anos, retornou para a capital baiana e foi admitido pela Academia de Acordeon Regina, onde aprendeu a tocar acordeão. Tempos depois, mais especificamente m 1959, entrou para o conjunto Os Desafinados. No ano seguinte, ingressou na Universidade Federal da Bahia para cursar administração de empresas.

Nós, por exemplo

Em 1963, conheceu os irmãos Caetano Veloso e Maria Bethânia, além de Gal Costa e Tom Zé, com quem se apresentou em público pela primeira vez, em 1964, com o show “Nós, por exemplo”, no Teatro Vila Velha.

Primeiro disco

Após formado, Gilberto Gil se mudou para São Paulo, para estagiar no escritório da indústria Gessy Lever. Em 1966, depois de apresentações no programa O Fino da Bossa, de Elis Regina, exibido na TV Record, ganhou destaque e o sucesso o levou a gravar o primeiro disco, chamado Louvação.

Tropicalismo

Gil foi um dos responsáveis pelo Tropicalismo, um movimento de vanguarda que modernizou a música brasileira. Em 1968, ao lado de Caetano Veloso, Gal Costa, Rogério Duprat, Torquato Neto e Os Mutantes, lançou o disco Tropicália ou Panis et Circencis. Contudo, por causa da repressão política no país, foi preso por dois meses e obrigado a se exilar na Europa.

Discografia

Em 1969, lançou o álbum Gilberto Gil (1969), em que se destacou a música “Aquele Abraço”, um de seus maiores sucessos até hoje. Após regressar ao Brasil, em 1972, lançou Expresso 2222.

Depois disso, vieram outros sucessos, como Refazenda (1975), Refavela (1977), Realce (1979), Luar (A Gente Precisa Ver o Luar) (1981), O Sol de Oslo (1998), entre tantos outros. Os últimos foram Fé na Festa (2010), Gilbertos Samba (2014) e OK OK OK (2018).

Vida Política

Ao longo da vida, Gilberto Gil não se limitou somente ao mundo da música. Entre 1989 e 1992, foi vereador na Câmara Municipal de Salvador, pelo Partido Verde. De 2003 a 2008, atuou como Ministro da Cultura.

Laleska Diniz

Jornalista com formação pela PUC-SP. Apaixonada por produção de conteúdo, trabalha há quase 4 anos com comunicação. Na EdiCase, produz textos sobre os mais variados assuntos para revistas impressas e digitais, portal de notícias e Instagram.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *