Pilates: origem do método e benefícios

Pilates: origem do método e  benefícios

Por Eco Editorial em parceria com Cristina Abrami*

Veja como Joseph Pilates conseguiu transformar a adversidade em um método transformador

O idealizador do pilates, Joseph Hubertus Pilates, criou um sistema de exercícios acreditando na possibilidade de uma completa sintonia entre corpo, mente e espírito. Ele dizia: “A base da construção do método de condicionamento físico é um corpo treinado e controlado de forma ativa através da mente”.

Quem foi Joseph Pilates?

Dono de um físico e de uma saúde invejáveis, Joseph Pilates viveu até os 84 anos e dizia nunca ter tido uma dor de cabeça ou resfriado. Foi autodidata e se aprofundou na pesquisa do movimento humano. Afirmava que havia observado, estudado e compreendido a anatomia e o movimento de cada articulação do seu corpo.

Joseph Pilates nasceu em Müchen-Glebach, pequeno vilarejo próximo a Düsseldorf, Alemanha, em 1883. Desde cedo, iniciou a prática de exercícios físicos e, aos 14 anos, era modelo para cartazes de anatomia devido à definida e equilibrada musculatura que havia desenvolvido com o trabalho físico. Tornou-se mais tarde exímio mergulhador, esquiador, ginasta e boxeador.

Primeiros trabalhos

Na época da Segunda Guerra Mundial, Joseph Pilates ampliou e refinou suas ideias a respeito de saúde e de condicionamento físico. Trabalhou como voluntário no hospital do campo de prisioneiros. Nessa ocasião, ele percebeu que necessitava de grande esforço físico para movimentar os pacientes feridos ou até amputados nos leitos. Então, acoplou molas e tiras de couro às camas hospitalares e essas adaptações foram o início do desenvolvimento dos equipamentos que utilizamos até hoje.

O trabalho de Joseph Pilates foi reconhecido na época principalmente pela comunidade da dança. Em 1934, ele escreveu e publicou seu primeiro livro, Your Health, no qual apresenta suas crenças e filosofia. Em 1945, escreveu seu segundo livro, Return to Life Through Contrology, no qual demonstra 34 de seus exercícios originais.

Método Pilates

O Método Pilates possui seis princípios bem definidos e interdependentes que devem ser aplicados durante a execução dos exercícios: centro, concentração, controle, fluidez de movimentos, precisão e respiração. É dividido nos níveis básico, intermediário, avançado e superavançado. Os exercícios são executados tanto no mat quanto nos equipamentos.

Características do Pilates

São características do Método Pilates: qualidade de movimento, respeito aos limites articulares, aplicação constante dos seis princípios básicos, não chegar à fadiga e alto grau de adaptabilidade. A execução dos exercícios tem poucas repetições, evitando que o praticante automatize os movimentos, perca a concentração e, por consequência, a qualidade.

Benefícios múltiplos

Os benefícios obtidos com a prática do Método Pilates são muitos, incluindo: enriquecimento da consciência corporal, desenvolvimento da força muscular, reestruturação da postura dinâmica, restauração da fluidez natural do movimento, realização de movimentos eficientes, melhora da capacidade respiratória, da flexibilidade, da coordenação, da propriocepção, da autoconfiança e do equilíbrio.

* Fundadora e diretora técnica do CGPA Pilates®, Cristina Abrami é formada em Educação Física pela Universidade de São Paulo (USP). É membro da PMA – Pilates Method Aliance e possui o selo internacional de Certified Pilates Teacher. Também é responsável pelo curso de Certificação de Instrutores CGPA Pilates® e é fundadora e vice-presidente da ABRAPI – Aliança Brasileira de Pilates.

Redação EdiCase

One thought on “Pilates: origem do método e benefícios

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *