Saiba como planejar um percurso de bicicleta

Saiba como planejar um percurso de bicicleta
Escolher o percurso correto para pedalar evita acidentes (Imagem: Shutterstock)

Não podemos controlar as condições de percurso nos pedais, mas ter consciência pode nos livrar de riscos e acidentes. Todo ciclista, quando sai para pedalar, enfrenta um elemento essencial, o percurso que escolheu para o desafio.

Escolha o pedal correto

Primeiramente, vamos definir se o percurso está numa competição ou num pedal de lazer, visto que, mentalmente, tendemos a perceber, no primeiro ambiente, uma pressão maior para realizá-lo. Na competição, mesmo quando dizemos que “vou competir, mas não me importo com a colocação”, temos sempre uma necessidade inconsciente em satisfazer as expectativas de outras pessoas. Geralmente, forçamos a velocidade e a intensidade das pedaladas para entregar um melhor resultado. Já no pedal de lazer, a pressão em chegar mais rápido é bem menor; em muitos casos, nem existe.

Considere o condicionamento físico

Um erro muito comum acontece na escolha do percurso, quando ciclistas inexperientes, muitas vezes, escolhem distâncias e altimetria inadequadas para um nível de condicionamento físico e mental que possuem. Isso acontece geralmente por incentivo de ciclistas mais veteranos que não enxergam os riscos reais existentes em percursos mais desafiadores para ciclistas iniciantes, convencendo-os a realizá-los.

Receba as novidades sobre Saúde e Bem-estar, Astrologia, Beleza, Culinária e muito mais!

Assim, temos que ter consciência e discernimento, pois, diferentemente de uma competição, o seu pedal de lazer não conta com estrutura de segurança e resgate para socorrê-lo, caso ocorram acidentes ou estresses físicos e psicológicos. Sendo assim, é sempre recomendado buscar orientações e informações sobre o percurso escolhido para pedalar.

Converse com especialistas e respeite o seu limite

Consulte pessoas mais experientes e conscientes dos riscos e, se possível, contrate ou converse com guias locais para diminuir acontecimentos inesperados. De forma geral, não escolha desafios muito diferentes daqueles que já vivenciou, mas, se acontecer, não exija de você intensidade e velocidade acima da sua condição física e mental.

Pessoas com capacete em cima de bicicletas em um parque
Informar os colegas sobre a sua condição mental é importante para pedalar com segurança (Imagem: Shutterstock)

Compartilhe os seus sentimentos com os colegas

Se não estiver se sentindo bem física ou psicologicamente durante seus pedais e perceber certa ansiedade ou medo, compartilhe com seus amigos, certamente alguém vai te acolher e tranquilizá-lo(a). Muitas vezes, as aflições estão relacionadas a fantasias que criamos mentalmente, portanto tente ser racional ao analisar as condições que estejam acontecendo.

Solicite ajuda externa e tenha um parceiro de pedalada

Quando necessário, solicite ajuda externa, um resgate ou uma carona para voltar para casa. Será mais prudente e poderá preservar a sua segurança e a sua saúde. A principal orientação é: nunca pedale em percursos desconhecidos sem ter com você, no mínimo, um parceiro ou uma parceira de pedaladas e tenha consciência para escolher, planejar e realizar seus pedais com segurança.

Texto originalmente publicado na Revista Bicicleta (Edição 130).

Por Anderson do Prado – Pinduca

Psicanalista e Personal Trainer.

Redação EdiCase

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.