Tatuagens que servem como escudo protetor

Tatuagens que servem como escudo protetor

Por Pettrus Talles

Conheça um pouco sobre os símbolos que podem te ajudar a garantir proteção e saiba qual local do corpo é mais favorável para fazer esse tipo de tatuagem

Desde a antiguidade os símbolos são usados como forma de proteção, brasões de família, escudos de guerreiros e bandeiras dos exércitos sempre traziam algum simbolismo para atrair sorte, benção dos deuses e amedrontar o inimigo.

Hoje em dia muitos destes símbolos são usados como tatuagem, pelo apelo estético. Mas, também é possível usar essas marcas na pele como proteção. Claro que sempre falando de proteção contra energias negativas, em um contexto espiritual. Fazer uma destas tatuagens não é um incentivo para se colocar em qualquer tipo de risco.

Confira abaixo alguns símbolos que representam proteção:

Triskle

Também chamado de Triskelion, é um antigo símbolo Celta constituído por três espirais interligados, formando uma espécie de triângulo. Há uma variação chamada triquetra que, ao invés de espirais, possui curvas formando um símbolo semelhante a uma folha.

A triquetra ficou famosa por aparecer na capa do LP Led Zeppelin IV, que não possui nome, apenas quatro símbolos representando cada um dos integrantes da banda.

Esse símbolo tríplice representa os três mundos interligados. Inclusive, foi utilizado pela Igreja Católica no início do cristianismo para representar a Santíssima Trindade.

Olho de Hórus

Olho-de-Horus

Olho de Hórus é um antigo símbolo egípcio que possui um olho estilizado e duas pernas, sendo a contraparte do olho de Isis (cada um está virado para uma direção diferente). Nas histórias da mitologia egípcia, o deus Hórus teria perdido um de seus olhos em uma batalha.

O Olho de Hórus concederia o poder da visão ampliada, a chamada intuição, e essa tatuagem ampliaria o poder de sexto sentido. Assim, alertando quando algum inimigo quer te prejudicar ou mesmo falsos amigos que podem te trair.

Tetragrammaton

Tetragrammaton

Poderíamos dizer que este é um pentagrama turbinado. Inclusive, é chamado de pantáculo, por ter a união de diversos símbolos, aumentando sua potência. Foi criado pelo ocultista Éliphas Lévi e publicado em seu livro Dogma e Ritual da Alta Magia.

É um desenho que possui a representação do nome de Deus em hebraico, a estrela de 5 pontas, os sete planetas clássicos da astrologia e os quatro elementos, além do símbolo Alfa e Ômega, representando o início e o fim. É conhecido como um protetor geral contra qualquer energia espiritual maléfica.

Nome de Deus

Nome de Deus

Também chamado de Iavé, é a escrita hebraica para a palavra Jeová conhecida atualmente. Acredita-se que essas quatro letras tenham uma representação mágica pelo seu som e pela simbologia numérica, chamada de gematria.

A escrita hebraica é muito poderosa, por ter um sentido transcendente em cada letra, e não apenas um fonema como o alfabeto que usamos hoje. Por isso, é usada em diversos outros símbolos, como gráficos de radiestesia e no tetragrammaton, que falamos anteriormente.

É importante observar a grafia, inclusive os pontos que aparecem nas letras, para não desenhar um símbolo incorreto.

Hamsá

Hamsá

Também conhecida como Chamsá ou mão de Fátima, é um desenho que possui uma mão estilizada, com dedos simétricos, sem identificar se é a mão esquerda ou direita. Assim como no Olho de Hórus, também possui um olho estilizado no centro.

Geralmente, é desenhada em tons de azul e verde. É usada como amuleto em países do Oriente Médio há muito tempo. Curiosamente, este símbolo foi usado tanto por judeus quanto por muçulmanos. Além de trazer proteção, é um símbolo que também favorece a abundância.

Ankh

Ankh

Também conhecida como Cruz Ansata, é o símbolo que representa a superação na vida eterna e a vida após a morte. Assemelha-se a uma cruz com uma alça na parte superior, lembrando também uma chave antiga.

Ela é encontrada em muitas representações da arte egípcia com deuses, como Osíris e Thoth, e em muitos muitas tumbas de faraós do antigo Egito.

Crânios

Crânios

Estes são símbolos que a maioria de nós acha assustadores e, por isso mesmo, é uma representação de grande poder. Mas, muitas culturas têm simpatia por este símbolo, como a mexicana, que tem a festa do dia dos mortos com caveiras estilizadas e coloridas.

Pode parecer contraditório trazer um símbolo terrível como proteção, mas é exatamente por isso que muitos exércitos da antiguidade traziam a figura da caveira em seus escudos e bandeiras, como que para representar que não temiam a morte. Isso com certeza assustava bastante os inimigos.

Pontos de troca energética

Dentro de diversas correntes filosóficas e espirituais há o estudo da anatomia energética, que considera que além do nosso corpo físico, com seus sistemas circulatório, respiratório etc., temos também um sistema de corpos sutis com pontos de troca energética com o meio externo.

Partes do corpo favoráveis para tatuagens que representam proteção

No nosso corpo, esses pontos seriam os meridianos usados na medicina chinesa ou os chácras da medicina indiana. Por este motivo, existem algumas partes do nosso corpo que podem ser mais favoráveis para você fazer uma tatuagem de proteção.

Por que fazer tatuagem de proteção na nuca ?

A parte principal é a nuca, a parte posterior do pescoço, que geralmente é o alvo dos ataques psíquicos ou desequilíbrios espirituais. Geralmente, um aperto ou tensão nesta parte, não é apenas um torcicolo. Quando acontece de repente, é sinal de interferência energética, por isso uma tatuagem nesta região pode trazer proteção. 

Caso não seja possível ou não queira tatuar neste ponto, outros locais alternativos seriam no centro do tórax, próximo ao umbigo ou no pulso. Estes são outros pontos que são alvo de desequilíbrio por terem mais fragilidade.

Pettrus Talles

Astrólogo e tarólogo com formação em Letras e pós-graduação em Filosofia e Semiótica. Também é Mago da Bruxaria Natural. Ministra cursos de astrologia, tarô, baralho cigano, numerologia e radiestesia. Utiliza os oráculos para orientação pessoal e espiritual integrados com terapias complementares. Atua profissionalmente desde 2010, ministrando cursos e realizando consultas. Participa de diversos eventos e feiras do meio esotérico como Convenção de Bruxas e Magos de Paranapiacaba e Mystic Fair, atuando como oraculista e palestrante.

Site: https://pettrus.com/

Instagram: @pettrustalles

Redação EdiCase

Redação EdiCase

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *