6 dicas essenciais para vender pelo WhatsApp

6 dicas essenciais para vender pelo WhatsApp
As vendas pelo aplicativo auxiliam a divulgar produtos e serviços (Imagem: Shutterstock)

Muitas empresas usam o WhatsApp para divulgar serviços e produtos, mas devem entender que essa é apenas uma ferramenta a mais e não o único meio. “Pode ser um grande aliado das empresas em dois importantes momentos: na gestão de relacionamento com os clientes e na promoção de vendas de produtos/serviços pela rede”, explica Randes Enes, consultor de empresas e professor da FGV (Fundação Getulio Vargas). Segundo ele, é necessário ter consistência na comunicação e estar alinhado com outros canais de comunicação.

A seguir, confira as dicas do professor para melhorar as suas vendas no WhatsApp:

1. O cliente deve permitir o envio das mensagens quando informar o número de telefone no cadastro do site ou pessoalmente.

Receba as novidades sobre Saúde e Bem-estar, Astrologia, Beleza, Culinária e muito mais!

2. Não utilize mensagens de vendas em grupos. Essa ação não é bem-vista pelo cliente, pois ele não se sente exclusivo. Além disso, esse ato pode lotar a caixa com mensagens que não são relevantes para ele.

3. Envie uma mensagem individual para cada cliente quando quiser realizar uma promoção ou venda do seu produto/serviço. Existem softwares de CRM (Customer Relationship Management), ou gestão de relacionamentos com o cliente, que já possibilitam o envio deste tipo de mensagem para a base de clientes.

Mulher sentada, mexendo no celular. Na mesa possui um computador, um livro aberto e um pequeno vaso de planta
As mensagens devem ter um motivo para o envio (Imagem: Shutterstock)

4. As mensagens devem ter um motivo para o envio: uma promoção, o lançamento de um produto, um evento, reforço de imagem institucional, feedback sobre uma assistência técnica, atendimento pós-vendas, entre outros.

5. Toda mensagem tem que seguir as regras básicas da “netiqueta”, ou seja, começar o texto com uma saudação informal, mas sem tratamento íntimo. Expressões como “florzinha”, “querido”, “amorzinho”, gírias e termos muito técnicos devem ser abolidas. Escrever sem erros de ortografia e utilizar letras maiúsculas com parcimônia.

6. Mensagens diárias ou semanais representam riscos, pois rapidamente o cliente pode bloquear ou denunciar como spam. Por isso, é importante criar motivos e objetivos de marketing, que estimularão o cliente a saber mais sobre o que está acontecendo. A frequência ideal é a cada 15 dias ou quando ocorrer uma interação ativa, isto é, quando o cliente entrou em contato com a marca por iniciativa própria.

Matilde Freitas

Jornalista, psicanalista e vegetariana. Possui mais de 8 anos de experiência no mercado editorial. Além de produzir diversos conteúdos para EdiCase Publicações e Portal EdiCase, escreve para revistas e sites ligados ao veganismo e ao empoderamento feminino.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.