Alimentos para turbinar a memória

Alimentos para turbinar a memória
Turbine seu cérebro ( imagem: Shutterstock)

Conheça os nutrientes que são fundamentais para o bom funcionamento do cérebro

Assim como os outros órgãos do corpo, o cérebro também precisa de nutrientes específicos para funcionar de forma saudável. Determinados alimentos são capazes de melhorar a memória e a concentração. Muitas vezes, o nosso corpo nos manda alertas para dizer que está faltando nutrientes no organismo. Esquecimentos frequentes e falta de concentração podem ser alguns desses sinais.​

Aprenda a preparar receitas leves e saudáveis

“Nosso cérebro é constantemente estimulado e exposto a uma grande carga de informações, conhecimentos, emoções e estresses. Para administrar todas estas exigências, ele deve estar, no mínimo, bem nutrido para dar conta das tantas demandas”, afirma Fernanda Alves Dias, nutricionista clínica e esportiva.

Nutrientes essenciais para o cérebro

A nutricionista Gabriela Mendes Taveiros explica que além da alimentação saudável ser importante para que o cérebro cumpra suas funções adequadamente, certos nutrientes são necessários para que as células do corpo funcionem melhor. “Alguns nutrientes como ômega 3, flavonoides, colina, vitaminas do complexo B e vitamina D, exercem funções protetoras e reparadoras nas células neurológicas”, explica.

Evite longos períodos de jejum

Outro ponto muito importante para manter nosso cérebro ativo é não pular refeições, principalmente o café da manhã. Caso contrário, isso pode comprometer o desempenho cerebral por falta de glicose e levar à fadiga mental.​

Reeducação alimentar: veja os benefícios e saiba como começar

“O primeiro passo para ter uma alimentação balanceada é realizar o fracionamento das refeições, evitando longos períodos em jejum. Dessa maneira, o organismo consegue manter estável o nível de glicemia, e não produzirá ácido lático, substância que altera o pH sanguíneo, provocando sonolência, prejudicando a atenção e o raciocínio”, enfatiza Gabriela Taveiros.

Importância da glicose para o cérebro

Os radicais livres são produzidos pelo nosso organismo o tempo todo e afetam as estruturas das nossas células. De acordo com Fernanda Alves, para que essas moléculas sejam neutralizadas e não afetem nenhuma estrutura cerebral, levando ao envelhecimento do órgão, a alimentação diária deve ser bastante rica em antioxidantes.

“Além disso, a glicose é a principal fonte de energia para o Sistema Nervoso Central, então, devemos manter a nossa alimentação a cada 3h para que essa fonte não seja reduzida”, aponta a nutricionista.​

Riscos de ficar longos períodos sem comer

Ela explica que a hipoglicemia, que é a situação que ocorre quando a pessoa fica longos períodos sem se alimentar, está relacionada com a perda da memória, pois, sem a contínua fonte de energia, os neurônios (células cerebrais) morrem.​

“Para a glicose entrar no cérebro, ela precisa da ajuda de outros nutrientes, como cromo, presente na batata, nos brócolis, nas carnes vermelhas e frutas como a banana; magnésio, encontrado em cereais e oleaginosas; dentre outros nutrientes”, indica Fernanda Alves.

Veja como melhor a saúde mental

Redação EdiCase

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.