Veja como a acupuntura ajuda a combater a cefaleia

Veja como a acupuntura ajuda a combater a cefaleia
Acupuntura é um tratamento alternativo para a cefaleia (Imagem: New Africa | Shutterstock)

A cefaleia é um termo médico usado para qualquer tipo de dor de cabeça. Ela é uma condição comum que pode variar em intensidade e duração, podendo ser leve e temporária ou intensa e persistente. Além disso, pode ser causada por uma variedade de fatores, como estresse, tensão muscular, mudanças hormonais, consumo de certos alimentos ou bebidas, falta de sono, uso excessivo de dispositivos eletrônicos, entre outros.

No Brasil, estimativas da Sociedade Brasileira de Cefaleia (SBCE) apontam que cerca de 140 milhões de brasileiros sofrem com dores de cabeça, responsáveis por, aproximadamente, 10% das consultas em unidades básicas de saúde. Do total de casos no mundo, em torno de 14% estão relacionados à enxaqueca.

Embora muitas cefaleias sejam benignas e desapareçam com o tempo ou com o uso de analgésicos de venda livre, em alguns casos, a dor de cabeça pode ser um sintoma de uma condição médica subjacente mais grave, exigindo avaliação e tratamento adequados por um profissional de saúde.

Entre as modalidades de tratamento que têm se destacado por sua eficácia e baixo risco está a acupuntura, uma prática milenar originária da medicina tradicional chinesa. Essa técnica não apenas proporciona alívio significativo da dor, mas também contribui para a melhoria geral da qualidade de vida dos pacientes.

Como é feita a acupuntura?

A acupuntura se baseia na inserção de agulhas muito finas em pontos específicos do corpo, buscando a regulação das funções corporais. A escolha desses pontos é determinada conforme a necessidade individual de cada paciente, o que faz do tratamento uma solução altamente personalizada. Assim, essa prática pode ajudar na liberação de substâncias naturais analgésicas e relaxantes, como endorfina e serotonina, cruciais para alívio da dor e relaxamento muscular.

Leandro Daval, fisioterapeuta e acupunturista do Instituto Pierin, é uma voz ativa dessa prática para o tratamento das cefaleias. “A acupuntura pode ser um tratamento eficaz para quem sofre de cefaleia, incluindo tipos como a enxaqueca e a cefaleia tensional”, explica.

Recipiente de madeira com agulhas de acupuntura
A acupuntura não só controla a dor, mas também melhora o humor e o sono (Imagem: New Africa | Shutterstock)

Benefícios para além do controle da dor

Além do controle da dor, os benefícios da acupuntura se estendem para a saúde geral. “Além da redução da dor e da frequência das crises, ela vai melhorar a qualidade de vida dos pacientes, melhorando o humor e a qualidade do sono”, acrescenta Leandro Daval.

O tratamento com acupuntura tem se mostrado útil não apenas para a enxaqueca e a cefaleia tensional, mas também para a cefaleia em cluster e a cefaleia pós-traumática. “A enxaqueca, para ela, é um tratamento eficaz e seguro, tanto para prevenir as crises, quanto para aliviar a dor durante essas crises,” afirma o acupunturista.

Ele ainda reforça que o tratamento é caracterizado por uma dor e uma pressão na cabeça, no pescoço, e nos músculos adjacentes dessa região, sendo também eficaz para cefaleia tensional.

Acupuntura como alternativa ou complemento

Diante de um panorama em que muitos pacientes buscam alternativas ou complementos à medicação tradicional, a acupuntura apresenta-se como uma opção valiosa. Leandro Daval aconselha que os interessados consultem um acupunturista qualificado para entender melhor essa terapia. “Então é legal você conversar com um acupunturista qualificado para você poder entender mais sobre essa terapia, que ela pode com certeza te ajudar.”

Por Lucas Campos

Redação EdiCase

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *