Cuidados com os pés: veja como mantê-los hidratados e saudáveis

Cuidados com os pés: veja como mantê-los hidratados e saudáveis
Dicas para pés lindos e bem cuidados

Podóloga dá dicas e ensina procedimentos simples para inserir na rotina

Diversos problemas que acometem os pés, como fissuras no calcanhar, unhas encravadas ou calosidades, podem muitas vezes, ser evitados com medidas fáceis de serem adotadas. Por isso, a podóloga Yumi Ikeda dá algumas dicas para salvar os seus pés. Confira!

Evitando rachaduras

As fissuras, também conhecidas como rachaduras, ocorrem devido ao espessamento e ressecamento da pele, uso contínuo de calçados abertos, andar descalço, calçados que causam atrito e pressão, excesso de peso e até mesmo por causa de algumas patologias.

 “Lembrando que as fissuras são consideradas porta de entrada para vírus, bactérias e fungos”, explica Yumi Ikeda. Para evitar as fissuras, mantenha a pele bem hidratada com creme próprio para os pés e envolva a área com plástico filme. Outra dica é não lixar os pés em excesso.

Fortalecendo as unhas

O enfraquecimento das unhas pode ocorrer por falta de vitamina B, proteínas, traumas (lesões), excesso de esmalte e removedor ou uso de medicamentos. Quando um desses fatores ocorre, as unhas podem apresentar ressecamento, escamação ou ficar quebradiças e finas.

Para evitar o enfraquecimento, evite a retirada das cutículas e hidrate as unhas com hidratante ou óleo. Caso o problema persista, uma visita ao dermatologista torna-se necessária para uma avaliação do problema.

Evitando que unhas encravadas se tornem feridas graves

Para as pessoas que tem predisposição às unhas encravadas, o mais indicado é procurar por um podólogo, para que seja feito o procedimento que consiste na remoção do excesso de pele e o corte técnico das lâminas, conforme a anatomia do dedo.

“Caso tenha uma lesão (infecção), é necessária a remoção do ‘corpo estranho’ que pode ser espícula ou fibrina”, explica a podóloga. Ou seja, nos casos de unha encravada, o melhor é não mexer, para não agravar o problema, e buscar a ajuda de um especialista.

“Para não correr o risco de uma infecção no dedo por causa de um corte incorreto, o paciente deve sempre recorrer a um profissional de podologia”, ressalta Yumi Ikeda.

Escalda-pés

Para aqueles dias em que você se cansou bastante e os pés estão pedindo socorro, uma boa alternativa para relaxar é o famoso escalda-pés. “O banho de imersão é aconselhável para aliviar as tensões, a fim de proporcionar bem-estar”, explica a podóloga.

Para aliviar o cansaço, basta colocar dois litros de água morna ou quente em uma bacia e adicionar um punhado de sal grosso. Misture óleos essenciais relacionados a relaxamento, como alecrim e lavanda. Deixe os pés de molho por cerca de 20 minutos e seque normalmente.

Calo x calosidade: qual é a diferença?

Quem nunca teve aquelas peles mais espessas e incômodas que se acumulam nas solas dos pés? “Tanto calo quanto calosidade surge em pontos de atrito e pressão, e são causados pelos calçados utilizados no dia a dia”, afirma Yumi Ikeda.

Segundo ela, o calo é quando abrange uma pequena área, e pode ter um núcleo central. Já a calosidade é quando abrange uma área maior. Em ambos os casos, as dicas para usar sapatos confortáveis e manter uma hidratação frequente na área são válidas. Quando o problema se tornar incômodo, o ideal é procurar um especialista.

Confira na revista ‘Inspire-se Beleza‘ outros conteúdos sobre cuidados com a pele.

Redação EdiCase

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *