Dicas para aproveitar a área útil em um apartamento pequeno

Dicas para aproveitar a área útil em um apartamento pequeno
Decoração apartamento pequeno (Imagem: Luciano Sessa)

*Por Marcela Millan (DC33 Comunicação)

Arquitetas explicam como aproveitar o espaço disponível para criar ambientes anconchegantes e funcionais

Facilidade de locomoção, por estarem localizados em regiões bem centralizadas das cidades, ideais para moradores solteiros ou jovens casais, pensados para o dia a dia e uma possibilidade mais viável quando o sonho é adquirir o imóvel próprio. Esses são alguns dos tantos atributos que fazem dos apartamentos pequenos uma grande tendência no mercado imobiliário brasileiro.

Como deixar os ambientes aconchegantes

Organização e aproveitamento dos espaços é primordial em todos os perfis de imóveis, entretanto, em se falando de espaços reduzidos, o mau aproveitamento dos ambientes pode fazer muita falta e deixar a vida dos moradores desconfortável. Por isso, o planejamento, com o suporte de um profissional de arquitetura, é um grande aliado em prol de uma vida prática e gostosa, sem a sensação de estar sempre em uma condição de lugares apertados e limitantes.

Segundo a dupla de arquitetas Eduarda Negretti e Nathalia Lena, o estudo bem equacionado da arquitetura de interiores é capaz de prover espaços muito mais adequados.”Quando o espaço é restrito e nele acontecem muitas tarefas diferentes, como o morar, sociabilizar e trabalhar, é interessante que haja uma setorização das atividades. Isso dá a impressão de distribuição, principalmente em espaços pequenos e integrados. E essa divisão não precisa ser, necessariamente, através de paredes ou divisórias. É possível consegui-la por meio de cores, que podem delimitar a funcionalidade de cada cômodo, explica Nathalia.

> Revista Projeto e decoração: decoração tropical

Soluções para dormitórios

Todo espaço de armazenamento é precioso. Segundo Eduarda, em um quarto de casal, o baú da cama box é uma área valiosa para guardar itens que não são utilizados com frequência e a marcenaria é um recurso que não se pode abrir mão para ‘desenhar’ o projeto e prover locais para armazenamento – tanto de roupas, como de itens pessoais. 

> Quarto do bebê: veja como aproveitar o espaço

Em um dormitório para crianças, o layout pode acomodar uma beliche com bicama pronta para ser acionada em ocasiões quando os pequenos recebem seus amigos em casa. “Acreditamos, sim, que é possível desfrutar da casa pequena sem a frustração de não poder realizar desejos ou prazeres, atrelando que só seria possível em um imóvel maior”, enfatiza.

Marcenaria planejada

Sala de estar e cozinha planejados (Imagem: Luis Gomes de Souza)

Em apartamentos com metragem restrita, investir em um projeto de marcenaria personalizado, na maioria das vezes, é a solução. “As salas de jantar, TV e living, juntamente com a cozinha e terraço é o espaço social da casa e a integração vale muito a pena! Então, se pensarmos em um projeto de rack para apoio da TV no dia a dia, mas que em uma ocasião social ele possa se transformar em um banco, isso otimiza o espaço disponível”, pontua Nathalia.

A mesa de jantar redonda e configura como uma opção interessante, uma vez que funciona muito bem com quatro cadeiras, podendo comportar até seis pessoas com a inclusão de banquetas dobráveis que ficam guardadas (ou penduradas na parede, como alguns modelos permitem) quando não estão em uso, não ocupando espaço de circulação.

> Veja como adotar revestimentos coloridos e desenhados na decoração

Ideias criativas

As arquitetas Eduarda e Nathalia relatam que apartamentos menores com sala integrada e cozinha americana reúnem um conceito propício para não incluir uma mesa de jantar.

“Usar o balcão ou criar um outro nível nele com altura padrão de 75 cm pode ser uma maneira criativa para formar um local conveniente para as refeições, mesmo sem a mesa em si. Assim, eliminamos um móvel que ocuparia uma área significativa no cômodo”, relativiza Nathalia.

Sugestões para facilitar a decoração e otimização do apartamento

Decoração com espelhos e prateleiras (Imagem: Júlia Ribeiro)

Verticalizar: O ideal é que nesses pontos o fluxo de passagem não seja bloqueado. Quanto menos objetos no chão, maior será a sensação de amplitude e continuidade do espaço. “Ao invés de posicionar uma luminária de piso, uma arandela presa na parede fará o mesmo efeito luminoso e trará uma sensação mais harmônica”, exemplifica Eduarda.

Aposte em um mobiliário “slim”: Ambientes pequenos não combinam com móveis robustos. Para uma sala pequena, o modelo de sofá que mais se adequa é aquele que não tenha braços. “E se os tiver, a recomendação é que sejam estreitos e que o encosto da peça não seja muito alto”, determina Nathalia.

> Revista Projeto e decoração: plantas na decoração

Prateleiras: O uso de prateleiras (não tão profundas) na altura das portas e instaladas no perímetro dos cômodos, otimiza o armazenamento e agrega uma atmosfera agradável.

Cores claras: Escolher uma paleta neutra e leve para ser predominante nos ambientes pequenos favorece a sensação de abrangência. E isso não significa que o décor será sem graça! “Muito pelo contrário! Com a imaginação e algumas referências, podemos elaborar elementos legais na parede empregando apenas tinta colorida”, sugere Eduarda.

Espelho: Seu uso em ambientes com metragens limitadas já é um bom e velho conhecido no décor de interiores. “Uma dica valiosa aqui: se a intenção for instalar em algum ponto que venha a refletir a mesa de jantar, sempre vale certificar-se que a altura será pareada com a mesa ou dos assentos da cadeira. Esse cuidado se justifica pois, se o espelho seguir até o chão, refletirá os pés da cadeira, provocando uma poluição visual e o efeito contrário ao esperado”, comenta Nathalia.

Cama retrátil: Muito comum no exterior, esse modelo de cama pode ser a solução para apartamentos estúdios, visto que o móvel pode ser aberto ou recolhido, mudando assim a função que o ambiente proporciona.

Leia também

Decoração com elementos de vidro: razões para empregar o material em variados ambientes

Cores metalizadas podem ajudar a compor ambiente para o home-office

Revista Projeto e decoração: decoração moderna

Redação EdiCase

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *