6 dicas para se alimentar de forma saudável sem gastar muito

6 dicas para se alimentar de forma saudável sem gastar muito
A alimentação saudável não precisa custar caro (Imagem: Prostock-studio | Shutterstock)

Uma dieta equilibrada, rica em vitaminas, minerais e fibras, pode ajudar a prevenir uma série de doenças crônicas, como obesidade, diabetes e problemas cardíacos. Além disso, uma alimentação saudável fortalece o sistema imunológico, melhora o funcionamento do corpo e contribui para a manutenção de um peso saudável.

No entanto, não é necessário gastar muito dinheiro para ter uma alimentação equilibrada e nutritiva. Por isso, abaixo, confira algumas dicas!

1. Prepare as refeições em casa

Comer fora pode ser caro e nem sempre é a opção mais saudável. Ao preparar as refeições em casa, você tem controle total sobre os ingredientes utilizados e pode escolher opções mais saudáveis e econômicas. Além disso, preparar as refeições em grande quantidade e congelar porções individuais pode ajudar a economizar tempo e dinheiro a longo prazo.

“Recomendamos que os alimentos sejam colocados em um prato para que você tenha noção da quantidade real de cada item”, indica a nutricionista Camila Buitoni. Dessa maneira, você também pode evitar o desperdício de comida.

2. Planeje as refeições

Antes de sair para comprar os alimentos, planeje as refeições da semana. Isso ajuda a evitar desperdícios e compras impulsivas. Para isso, faça uma lista com os ingredientes necessários para as receitas e compre apenas o que realmente precisa, evitando gastos desnecessários.

3. Priorize alimentos frescos e da estação

No mercado ou na feira, opte por comprar alimentos frescos e da estação, pois geralmente são mais baratos e oferecem melhor qualidade nutricional. Frutas, legumes e verduras in natura são fontes ricas de vitaminas, minerais e fibras, além de serem versáteis na culinária.

A Organização Mundial da Saúde (OMS), por exemplo, recomenda o consumo diário de pelo menos 400 g de frutas, legumes e verduras para o organismo absorver todos os nutrientes de que precisa.

Casal feliz cozinhando juntos
É possível utilizar as sobras de alimentos para criar pratos (Imagem: NDAB Creativity | Shutterstock)

4. Aproveite as sobras

Tente não desperdiçar alimentos. Para isso, utilize sobras de refeições para criar pratos deliciosos, como sopas, saladas ou omeletes. Além disso, aproveite cascas e talos de vegetais em preparações como caldos e sucos, garantindo o máximo aproveitamento nutricional.

5. Prefira alimentos básicos

Não é necessário comprar alimentos caros para garantir uma boa alimentação. O básico, por exemplo, consegue fornecer muitos dos nutrientes que necessitamos no dia a dia. Arroz, feijão, massas integrais, leguminosas e ovos são opções econômicas e nutritivas.

6. Evite alimentos processados e industrializados

Geralmente, produtos industrializados tendem a ser mais caros e menos nutritivos do que alimentos frescos e naturais, além de prejudicar a saúde se consumido em excesso. Por isso, reduza a ingestão de alimentos processados, como refrigerantes, salgadinhos e alimentos prontos, e dê preferência a opções caseiras.

“Existem várias definições para ultraprocessados, mas eles são alimentos industrializados, ricos em açúcares adicionados (como xarope de milho com alto teor de frutose) ou grãos refinados (por exemplo, farinha branca ou arroz branco), ou ingredientes químicos que realçam o sabor a fim de torná-los hiperpalatáveis. Esses alimentos geralmente contêm muitos ingredientes que você não reconheceria como alimentos, como conservantes e outros produtos químicos”, diz a endocrinologista Dra. Deborah Beranger.

Redação EdiCase

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *