5 hábitos para evitar problemas de circulação sanguínea

5 hábitos para evitar problemas de circulação sanguínea
O uso de meias de compressão ajuda a regular a circulação sanguínea (Imagem: Andrey_Popov | Shutterstock)

Permanecer sedentário é um dos principais problemas da vida contemporânea. Contudo, essa prática repetida por muitas pessoas está associada a um maior risco de mortalidade e a uma série de danos à saúde. Entre os resultados adversos mais frequentes desse comportamento, destaca-se o aumento da probabilidade de desenvolver trombose e varizes, por exemplo.

“A musculatura da panturrilha, responsável por bombear o sangue e ativar a circulação, fica parada quando estamos sentados, dificultando a circulação, o que pode causar retenção de líquido e, consequentemente, inchaço e sensação de pernas pesadas e cansadas.”, explica a cirurgiã vascular Dra. Aline Lamaita, membro da Sociedade Brasileira de Angiologia e Cirurgia Vascular.

A ausência de circulação adequada do sangue também resulta em danos nas paredes das veias, tornando mais propenso o aparecimento de varizes, além da criação de coágulos sanguíneos que podem causar trombose.

“Em casos mais raros, esses coágulos ainda podem se desprender da parede da veia e correr pela circulação até chegar ao pulmão, causando uma embolia pulmonar que pode resultar em morte súbita”, completa a médica.

Como driblar a má circulação do sangue

Infelizmente, para muitos, passar horas sentado não é uma escolha, mas uma obrigação, afinal, é como grande parte dos trabalhos são realizados atualmente. Mas, nesses casos, é possível adotar alguns cuidados para prevenir o surgimento de problemas circulatórios, conforme a especialista lista abaixo!

1. Levante-se para caminhar

De tempos em tempos, procure levantar da cadeira para caminhar um pouco, seja para ir ao banheiro, tomar um café ou respirar um ar fresco. E não é preciso muito: um estudo de janeiro, publicado pelo American College of Sports Medicine, mostrou que apenas cinco minutos de caminhada a cada meia hora sentado pode reduzir significativamente tanto a pressão arterial quanto os níveis de açúcar no sangue.

“E sabemos que, enquanto a pressão alta está associada a um maior risco de varizes, trombose, aterosclerose, infarto e AVC (Acidente Vascular Cerebral), níveis de açúcar descontrolados, por sua vez, prejudicam a saúde arterial, o fluxo sanguíneo e podem impedir a passagem do sangue para o coração”, diz a médica.

2. Realize exercícios simples com os pés

Caso não seja possível levantar por algum motivo, a cirurgiã vascular sugere alguns exercícios que podem ser feitos sentado: “Comece levantando os calcanhares enquanto mantém as pontas dos pés no chão e permaneça nessa posição por alguns minutos. Depois, coloque os calcanhares no chão e levante os dedos dos pés. Segure por alguns segundos e repita o alongamento algumas vezes”, aconselha a especialista.

“Outro ótimo exercício consiste em traçar círculos com os pés por alguns segundos, mudando de direção de fora para dentro e de dentro para fora. Você também pode dobrar a perna e abraçar os joelhos o mais próximo possível do peito. Permaneça assim por alguns minutos, sempre trocando de perna.”

3. Use meias de compressão

As meias de compressão são grandes aliadas da circulação, sendo uma excelente maneira de manter a saúde das pernas em dia e prevenir o aparecimento de complicações das varizes e outros problemas vasculares.

“As meias de compressão, como diz o nome, agem comprimindo os vasos sanguíneos da perna, o que melhora a circulação e o retorno venoso, evitando assim que o sangue e líquidos se acumulem nas pernas”, explica a Dra. Aline Lamaita.

E engana-se quem acredita que só quem sofre com varizes deve usar essas meias. “Além de pacientes que já têm problemas de circulação ou varizes, as meias de compressão são recomendadas preventivamente para pessoas que permanecem muito tempo em pé ou sentadas, na mesma posição, e querem prevenir as varizes e suas complicações, principalmente se houver algum histórico familiar de aparecimento desses problemas”, acrescente a médica.

Mulher se alongando na sala de estar
Exercícios aeróbicos são fundamentais para manter o fluxo de sangue (Imagem: nomadsoul1 | ShutterStock)

4. Pratique atividade física

Segundo a Dra. Aline Lamaita, para prevenir problemas circulatórios, o ideal é que, para cada oito horas sentado, você pratique uma hora de atividade física.

“E não precisa ser nenhum atleta profissional, já que os exercícios de baixo impacto são extremamente benéficos. Exercícios aeróbicos, como caminhada, ciclismo, corrida e natação, são uma ótima opção, pois aumentam a absorção de oxigênio pelo organismo e promovem a contração da musculatura, assim aumentando a velocidade do fluxo do sangue nas veias, melhorando o retorno do sangue ao coração e diminuindo a pressão arterial”, explica a especialista.

5. Coloque as pernas para cima

No final do dia, para lidar com o inchaço e fazer com que o sangue volte a circular normalmente, a médica recomenda que você coloque as pernas para cima“A melhor maneira de fazer isso é deitar no chão com os glúteos encostados na parede e esticar os braços em cruz com as palmas das mãos voltadas para baixo para ajudar no equilíbrio. Permaneça nessa posição por alguns minutos”, recomenda.

“Outra opção é dormir com as pernas elevadas, colocando um travesseiro sob elas, além de realizar compressas frias no final do dia”, acrescenta.

Mantenha um estilo de vida saudável

Além desses cuidados, é importante ainda que você mantenha um estilo de vida saudável, dormindo bem, ingerindo bastante água, adotando uma alimentação balanceada e evitando fumar e consumir bebidas alcoólicas em excesso.

“Porém, caso você note qualquer tipo de alteração nas pernas, como mudança da coloração da pele, inchaço persistente, queimação, sensação de cansaço e retenção de líquido, é importante consultar um cirurgião vascular, que poderá realizar uma avaliação para diagnosticar o problema e indicar o melhor tratamento para o seu caso”, finaliza a Dra. Aline Lamaita.

Por Maria Paula Amoroso

Redação EdiCase

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *