Imagens da superfície de Marte são capturadas por sonda espacial chinesa

Imagens da superfície de Marte são capturadas por sonda espacial chinesa
Missão espacial chinesa captura imagens inéditas de Marte (Imagem: Shutterstock)

Após um ano do início da missão Tianwen-1, China divulga fotos inéditas do polo sul marciano

Recentemente a agência espacial chinesa divulgou imagens de Marte, capturadas pela sonda Tianwen-1. O anúncio foi feito na plataforma chinesa Weibo, por meio da conta oficial do CLEP (China Lunar Exploraration Project).

Pouco mais de um ano depois de chegar ao planeta vermelho, a sonda conseguiu completar a missão de capturar fotos da superfície do planeta, incluindo o polo sul, onde ficam quase todos os recursos hídricos. 

Isso significa que todos os veículos envolvidos na missão, como o orbitador, que fica no espaço ao redor do planeta, e o robô Zhurong, que fica no solo marciano, completaram os seus objetivos. 

> 4 filmes que estreiam no cinema em julho

Solo vermelho do planeta Marte
Imagem de Marte feita pela sonda chinesa Tianwen-1 (Imagem: Reprodução CNSA)

Missão Tianwen-1 

Denominada Tianwen-1, a sonda chinesa chegou ao planeta em fevereiro de 2021, inaugurando a missão espacial da China em Marte. Para isso, um robô chamado Zhurong foi deixado na superfície marciana e um orbitador, em sua órbita para examinar o globo por meio do espaço. 

O Zhurong é um dos três rovers que foram posicionados para realizar estudos em Marte, sendo que cada um deles possui uma missão específica na pesquisa. Enquanto o robô chinês deve investigar a geologia do planeta, os Curiosity e Perseverance (Curiosidade e Perseverança), da NASA (Agência Espacial Norte-Americana), devem buscar sinais anteriores de vida no planeta. 

Diversas voltas por Marte

Segundo a mídia estatal chinesa, para conseguir capturar as imagens, o orbitador chinês teve que dar a volta no planeta vermelho mais de 1,3 mil vezes. Ao todo, foram coletados cerca de 1.040 GB de dados, armazenados e enviados regularmente à Terra para análise dos cientistas. 

> Óvnis na guerra na Ucrânia: entenda a relação com as previsões de Chico Xavier

Imagem de Marte (Imagem: Reprodução CNSA)

Outras imagens inéditas 

Nas fotos feitas pelo orbitador também aparece o desfiladeiro Valles Marinels (com 4 mil km) e as crateras de impacto conhecidas como ‘Arabia Terra’ (localizadas no planalto norte de Marte), além de novas imagens da borda da cratera de Maunder e uma visão privilegiada do vulcão-escudo ‘Acraeus Mons’ (de 18 mil metros). 

Veja como passar o tempo com a revista ‘Sudoku Master’

Vitoria Rondon

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.