Conheça os principais cuidados para ter com os pets durante o outono

Conheça os principais cuidados para ter com os pets durante o outono
Cuidando dos pets no outono (Imagem: Shutterstock)

Veja dicas de como proteger o seu animal de estimação de problemas de saúde

O outono iniciou no dia 20 de março e se estende até 21 de junho. Nessa estação, as temperaturas começam a baixar, o tempo fica seco e o volume de chuva diminui. E, assim como os seres humanos, os animais de estimação também sentem as mudanças de temperatura. 

> Revista Guia dos pets: cuide da saúde do seu pet

Receba as novidades sobre Saúde e Bem-estar, Astrologia, Beleza, Culinária e muito mais!

Por isso, os cuidados com eles devem ser redobrados. Isso porque no outono, os problemas respiratórios, oftálmicos e articulares se intensificam. Confira algumas dicas e cuidados que devem ser adotados com os pets durante essa estação do ano.

Doenças respiratórias 

Segundo Cinthya Ugliara, médica veterinária e coordenadora técnica de operações da Petland&CO, as doenças respiratórias estão entre as mais comuns neste período do ano, tanto as alérgicas quanto as infecciosas, causadas por vírus ou bactérias. A exemplo, estão a rinotraqueíte felina (gripe felina) e a traqueobronquite infecciosa canina (gripe canina).

“No geral, essas doenças podem causar sintomas como tosse, espirros, secreção nasal e falta de ar. Para tratá-las é necessário um diagnóstico adequado e acompanhamento com o médico veterinário. Mas o mais importante é fazer a prevenção com visitas ao médico veterinário a cada 6 meses e manter sempre a carteirinha de vacina do pet atualizada”, recomenda a veterinária. 

> Gatos: conheça as raças famosas no Brasil

Protegendo o seu animal de estimação

Algumas atitudes podem evitar os problemas respiratórios ou ajudar na melhora do animal de estimação. Cinthya Ugliara sugere usar o umidificador de ar, principalmente no local em que o pet dorme. 

O médico veterinário Pablo Monteiro, do Hospital Veterinário, Pet Shop & Hotel Sena Madureira, explica que manter o “local quente e confortável, com cobertas e roupinhas sempre limpas. Assim como um local seco e limpo, de modo a evitar presença de poeiras e ácaros” são atitudes que ajudam a proteger os animais. 

Alimentação e hidratação 

A imunidade é um dos pontos importantes para manter a saúde do seu animal de estimação. Por isso, prestar atenção na alimentação e na hidratação é essencial. O médico veterinário Pablo Monteiro explica que oferecer uma alimentação de boa qualidade, manter os potes e comedouros limpos e higienizados é importante. 

Segundo a veterinária Cinthya Ugliara, com as temperaturas mais baixas, os pets tendem a diminuir o consumo de água. Por isso, é importante incentivá-lo a ingerir mais líquidos. “Uma forma fácil e divertida de fazer isso é oferecer alimentos úmidos, como os que vêm em saches ou latas. Para os gatos, é de extrema importância oferecer a água em potes largos ou fontes elétricas, que ajudam a manter a água circulante, e eles adoram”, explica.

> Bolas de pelos em gatos: conheça os riscos e saiba como combatê-las

Pulgas e carrapatos 

Pulgas e carrapatos no frio (Imagem: Shutterstock)

Durante o passeio fique de olho nos locais que você frequenta com os animais. Nesta estação, as folhagens estão mais secas e isso contribui para proliferação de parasitas, como pulgas e carrapatos, que buscam um local para se alojar. Além disso, também é importante cuidar da limpeza em casa.  

“O correto é mantermos sempre o local aspirado e limpo com uso de desinfetantes específicos. Da mesma forma é importante evitar que o pet tenha contato direto com ambientes em que estes parasitas possam estar, como parques, praças e gramas”, indica Pablo Monteiro. 

> Gravidez psicológica em cachorras: conheça as causas e os sintomas

De olho na vacinação 

É importante manter o esquema vacinal dos animais em dia, principalmente durante o outono. Nesta estação do ano, os casos de gripe aumentam e os cuidados com a vacinação devem ser redobrados. 

Segundo a veterinária Cinthya Ugliara, a vacina anual contra gripe para cães é importante nesta época, pois previne contra a traqueobronquite infecciosa canina, que causa quadros de tosse intensa e muito desconforto ao pet.

“Embora a vacina não traga 100% de proteção contra a doença, ainda assim seu uso é indicado, pois diminui consideravelmente os sintomas apresentados. A vacina múltipla dos cães também protege contra a influenza e a vacina múltipla dos gatos protege contra a Rinotraqueíte felina que, além da queda de imunidade, causa muitos espirros e corrimento nasal purulento”, explica Cinthya Ugliara.

> Entenda os perigos de plantas tóxicas para cães e gatos

Atenção aos olhos

No outono, os olhos dos animais de estimação costumam ressecar, diminuindo a quantidade de lágrimas e deixando a região ocular favorável a infecções, irritações e alergias. O veterinário Pablo Monteiro explica que os problemas oftalmológicos são comuns nessa época do ano principalmente em cães e gatos braquicefálicos, isto é, aqueles que têm a cabeça e o focinho mais achatados. 

“Porém, os cuidados devem ser com todos. Devemos evitar a exposição com áreas livres e secas, presença de ventos que possam evoluir e causar, principalmente, secura e consequentemente conjuntivite”, recomenda o médico veterinário. Ele também sugere procurar com um médico veterinário para examinar o animal e indicar o uso de colírios lubrificantes. 

> Conheça 6 tipos de animais de estimação exóticos

Problemas nas articulações 

Problemas nas articulações no outono (Imagem: Shutterstock)

A veterinária Cinthya Ugliara explica que a artrite é uma doença que causa a inflamação de uma ou mais articulações do animal. Dentre as causas, estão o sobrepeso, a predisposição genética, o excesso de atividade física, os pisos escorregadios e o porte dos cães.

“A evolução da artrite também pode levar a outra doença: a osteoartrose (ou artrose), que é uma doença crônica e de evolução lenta, caracterizada pela degeneração e perda das cartilagens que cobrem o interior das articulações. Além das causas já citadas para artrite, a artrose também pode ser causada pelo envelhecimento, estando os animais acima de 7 anos predispostos a apresentar algum grau de artrose”, afirma.

> Entenda a importância dos sapatos para cachorro

Dessa maneira, o veterinário Pablo Monteiro explica que, por se tratar de uma época mais fria, os pets com patologia ou condição crônica terão mais chances de desenvolver dor, se ficarem expostos ao frio. Assim, ele recomenda manter os animais aquecidos, evitar passeios longos, principalmente em horários de temperaturas mais baixas, e manter o ambiente sempre arejado. 

Leia também 

Revista Guia dos pets: adestramento

7 dicas para deixar o seu cachorro feliz

Veja como dar banho corretamente em seu cachorro ou gato

Vitoria Rondon

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.