Veja como identificar possíveis casos de obesidade

Veja como identificar possíveis casos de obesidade
O Índice de Massa Corporal (IMC) e a medição da circunferência abdominal podem ajudar a identificar a obesidade (Imagem: mentalmind | Shutterstock)

A obesidade é uma condição médica caracterizada pelo acúmulo excessivo de gordura corporal, podendo ser o resultado de uma combinação de fatores genéticos, comportamentais e ambientais. Essa condição representa um sério problema de saúde pública, pois está associada a diversos riscos e complicações para o organismo.

“Cerca de 45% das pessoas diagnosticadas com hipertensão são portadoras da obesidade/sobrepeso; 35% daquelas que têm dislipidemia, têm sobrepeso ou obesidade e 90% dos diabéticos estão em sobrepeso ou são obesos. A obesidade também aumenta o risco de doença cardíaca coronariana, doença cerebrovascular e insuficiência cardíaca”, explica a endocrinologista Dra. Deborah Beranger.

Diagnóstico da obesidade

O diagnóstico preciso da obesidade é fundamental para a formulação de estratégias de tratamento personalizadas e abordagens eficazes na promoção da saúde. No entanto, a nutróloga Dra. Ana Luisa Vilela, especialista em emagrecimento, alerta que não é apenas IMC (Índice de Massa Corporal) e o peso da balança que ditam a obesidade e seus riscos.

Receba as novidades sobre Saúde e Bem-estar, Astrologia, Beleza, Culinária e muito mais!

“É preciso avaliar toda a constituição corporal e a medida da circunferência abdominal para ajudar a prever e evitar doenças graves como a síndrome metabólica, gordura visceral e doenças cardiovasculares”, afirma. Além disso, exames podem ser solicitados pelo médico para uma avaliação mais cuidadosa.

Mulher com sobrepeso conversando com médica
Procurar ajuda médica é fundamental em casos de obesidade (Imagem: Peakstock | Shutterstock)

Avaliação do peso corporal

Saber calcular o IMC e medir a circunferência abdominal são ferramentas valiosas para identificar possíveis casos de obesidade e são passos cruciais para procurar ajuda médica de forma eficaz. Isso porque esses indicadores oferecem uma avaliação mais completa da saúde relacionada ao peso corporal.

Por isso, de um jeito bem simples e prático, a Dra. Ana Luisa Vilela ensina como calcular se uma pessoa está acima do peso saudável. “A conta deve ser feita pela altura da pessoa dividida por dois. Com esse valor em mãos, é preciso pegar uma fita métrica e medir a circunferência abdominal e os cm não podem ultrapassar o número resultado nesta divisão. Se der acima, já é sinal de perigo”, ensina a médica.

Para fazer o segundo passo da medição, a médica ensina como colocar a fita métrica no lugar certo:

  • A pessoa deverá estar em pé, ereta e com os pés afastados e paralelos sem passar a linha do quadril. Os braços devem estar estendidos ao lado do corpo, o abdômen relaxado e respirando normalmente;
  • É importante inspirar profundamente e segurar a respiração por alguns segundos para encontrar a última costela fixa. Depois, pode soltar a respiração;
  • Soltando completamente o ar dos pulmões, a medida já pode ser feita;
  • Ao retirar a fita já é possível registrar o valor encontrado.

Um exemplo a seguir é: se uma pessoa com 1,70m de altura, dividido por dois, dará 85. A medida da circunferência abdominal dela deve ser abaixo de 85 cm.

Importância do acompanhamento médico

O acompanhamento médico é essencial para o diagnóstico e tratamento adequado da obesidade, oferecendo uma abordagem personalizada e segura para enfrentar essa condição de saúde complexa. Os profissionais de saúde, como médicos e nutricionistas, desempenham um papel crucial na avaliação completa do paciente, considerando fatores individuais, histórico médico e possíveis causas subjacentes da condição.

Redação EdiCase

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.