3 doenças que mais atingem as cachorras

3 doenças que mais atingem as cachorras
Algumas doenças costumam atingir apenas cachorras (Imagem: Shutterstock)

Ao longo da vida, os cães podem apresentar diferentes tipos de problemas de saúde. Algumas doenças, entretanto, são mais comuns ou atingem apenas as fêmeas. De acordo com a veterinária Kelly Moura, infecções mamária, uterina e urinária costumam atingir mais as cadelas.  

“No caso da infecção mamária, o principal motivo é a diminuição das defesas da mãe após o parto, ou seja, ela fica vulnerável aos organismos infecciosos. Além disso, essa vulnerabilidade também pode ser uma consequência da gravidez psicológica”, explica a veterinária Andréia Massuia. 

Conforme Kelly Moura, a causa da infecção uterina é a mesma que a do câncer de mama e da gravidez psicológica, ou seja, um distúrbio hormonal. Ela esclarece que essa doença costuma atingir cadelas a partir dos cinco anos de idade. Em relação à infecção de urina, a veterinária comenta que as principais razões são a baixa ingestão de água, a retenção urinária, uma dieta desbalanceada, o sedentarismo e o envelhecimento natural. 

Receba as novidades sobre Saúde e Bem-estar, Astrologia, Beleza, Culinária e muito mais!

Sintomas dessas doenças  

É importante que o tutor fique de olho nos sintomas visando identificar a doença e iniciar o tratamento o quanto antes. Segundo Andréia Massuia, os sinais de uma infecção mamária são diarreia, apatia, mal-estar, endurecimento e secreção nas mamas e recusa em amamentar os filhotes. 

Em relação à infecção uterina, ela comenta que os principais sinais são falta de apetite, fraqueza, vômitos, febre, presença de secreção vaginal e mamária, aumento do consumo de água e excesso de xixi. “A infecção urinária, por sua vez, tem como sintomas a dificuldade para urinar, urina com uma coloração anormal (com a presença de sangue em alguns casos), febre e falta de apetite”, afirma Andréia Massuia. 

Cachorro bebendo água
Incentivar as cachorras a beberem água diminui o risco de infecção urinária (Imagem: Shutterstock)

Opções de tratamentos 

Apesar de comuns, essas três doenças têm tratamento, o que garante o bem-estar e a saúde da fêmea. No caso da infecção das mamas, os cuidados se baseiam em fazer compressas de água para aliviar a dor e reduzir o inchaço. Em casos graves, o mais indicado é uma cirurgia a fim de drenar as glândulas mamárias. 

Para a infecção uterina, Kelly Moura explica que o tratamento é a própria cirurgia de castração, que irá retirar o útero e os ovários da cadela. Após o processo cirúrgico, caso a infecção esteja ativa, será necessário o uso de antibióticos. A infecção urinária, por sua vez, ainda de acordo com a veterinária, é tratada por meio da administração de anti-inflamatórios e antibióticos. 

Forma de prevenção 

Segundo Kelly Moura, tanto a infecção mamária quanto a uterina são prevenidas por meio do processo de castração. A única exceção é o distúrbio urinário, que pode ocorrer independentemente de o pet ser castrado ou não. “A prevenção da infecção de urina se dá por meio de hábitos de higiene, mudanças alimentares e estímulos à ingestão de água”, conclui. 

Por Agnes Faria e Laleska Diniz  

Redação EdiCase

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.