4 aplicativos para organizar as finanças

4 aplicativos para organizar as finanças
Aplicativos de controle financeiro ajudam a controlar os gastos (Imagem: Shutterstock)

Cada vez mais, a tecnologia toma conta da rotina de diversas pessoas. Com aplicativos para controle financeiro, por exemplo, é possível organizar rendimentos mensais, gastos e despesas de diferentes formas e tudo pelo celular. Por isso, Railson Soares, analista de TI e professor de robótica, explica como funcionam as principais ferramentas. Assim, você pode escolher aquela que mais atende às suas necessidades.

1. Guiabolso

Oferece soluções de gestões financeiras. Com ele, é possível controlar empréstimos, gastos com cartões, investimentos, contas digitais e seguros.

2. Mobills

Com esse aplicativo, os usuários podem inserir suas despesas e receitas. Controlar cartões de crédito e adicionar contas bancárias são funcionalidades também presentes.

Receba as novidades sobre Saúde e Bem-estar, Astrologia, Beleza, Culinária e muito mais!

3. Organizze

Nesse aplicativo, as pessoas podem dividir as despesas e as receitas em categorias e subcategorias. Ele, ainda, possui indicadores de metas e conciliações bancárias.

4. Minhas Economias

A organização de contas, receitas e investimentos é uma das funções desse aplicativo. Além disso, ele conta com a divisão de despesas e rendas em categorias e subcategorias.

Homem de óculos sentado sorrindo e mexendo no celular
Aplicativos permitem controlar as finanças sem sair de casa (Imagem: Shutterstock)

Benefícios dos aplicativos

Segundo Victor Moraes, especialista em TI, os aplicativos para controle de gastos pessoais são recomendados para todos aqueles que querem organizar o orçamento e, é claro, garantir uma independência financeira a curto prazo.

Para Railson Soares, a principal vantagem dessas ferramentas é o fato de você poder controlar as finanças sem sair do lugar. Ademais, através desse controle, torna-se possível se precaver de futuras dívidas, ao analisar se os gastos saíram ou não do gerenciamento orçamental.

Utilizando as ferramentas

Para utilizar os aplicativos, Victor Moraes explica que, de forma geral, primeiro é feito um cadastro básico com e-mail ou redes sociais. Em seguida, há um questionário para ser respondido, contendo perguntas sobre os objetivos monetários do usuário.

O próximo passo é inserir todos os investimentos, as rendas e as despesas – o que pode ser feito de forma manual ou automatizada, dependendo do aplicativo. Após essas etapas, já é possível utilizar o programa para acompanhar as movimentações financeiras.

Agnes Faria

Jornalista pela Universidade Estadual Paulista (UNESP). Entusiasta das ideias e nuances do jornalismo moderno. Já atuou na produção de conteúdo para portais de notícias, revistas, blogs e redes sociais. Na EdiCase, escreve sobre diferentes temáticas, como informática, educação, saúde e entretenimento.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.