5 dicas para se preparar para um intercâmbio

5 dicas para se preparar para um intercâmbio
Intercâmbio pode enriquecer as experiências pessoais e profissionais (Imagen: Shutterstock)

No dia 27 de setembro é celebrado mundialmente o Dia do Turismo. Criado pela Organização Mundial de Turismo (OMT), em 1980, em homenagem ao aniversário de uma década do Estatuto da Organização Mundial do Turismo, a data tem como objetivo ressaltar a importância econômica, cultural e social dessa atividade.

Para comemorar a data, nada melhor do que falar sobre as experiências proporcionadas pelo intercâmbio, visto que esse é considerado um dos principais métodos responsáveis por movimentar o setor. Estudar por um período no exterior é o sonho de milhares de jovens, principalmente universitários, pois enriquece a experiência pessoal, e escolher cursos fora do país de origem pode ser um grande diferencial no currículo.

Experiência transformadora

Pesquisar, se informar sobre o destino e conversar com outros intercambistas é fundamental para a tomada de decisão. Se você está pensando em embarcar para um novo país, a fim de conhecer a cultura local, estudar mais e se aprofundar em determinados assuntos, precisa planejar-se e saber escolher o melhor destino para seu perfil.

Receba as novidades sobre Saúde e Bem-estar, Astrologia, Beleza, Culinária e muito mais!

“Ter a oportunidade de fazer um intercâmbio é algo transformador e incrível, mas, sem dúvidas existem dificuldades no processo. Muitas vezes, só vamos saber como as coisas funcionam quando já estamos no novo país e temos que nos virar nos 30 para lidar com a novidade. Uma forma de se adiantar e ir o mais preparado possível é conversar com quem já passou por isso, alguém que pode te dar informações práticas sobre a experiência de morar em outro país”, comenta Arleth Bandera, especialista e CEO da Eagle Intercâmbio.

Para facilitar esse processo, a especialista em intercâmbio listou 5 dicas para você fazer uma viagem inesquecível. Confira!

1. Conheça o idioma local

De acordo com a especialista em intercâmbio, ter um breve conhecimento sobre o idioma do país de destino pode ser um grande diferencial na viagem. “No momento em que você escolhe o curso que irá fazer, é importante que você tenha certeza de que domina o idioma local. Caso você planeje fazer a viagem dentro de um período curto, invista em aulas para que você aprenda ou melhore os conhecimentos que já tem da língua estrangeira. Assim, será capaz de acompanhar as disciplinas ministradas no outro país e, consequentemente, ampliar a fluência naquela língua”, comenta Arleth Bandera.

2. Busque conhecer a cultura do país

Para Arleth Bandera, pesquisar sobre o país de destino é importante para conhecer os melhores locais e aproveitar a viagem. “Você pode usar as redes sociais a seu favor nesse processo: curta páginas do Facebook relacionadas aos pontos turísticos da região, da escola em que estudará, e siga perfis do Instagram sobre o país, por exemplo. Quanto mais você souber, melhor conseguirá se guiar e saber locais imperdíveis para visitar. Também busque conhecer mais sobre a cultura, para que você possa ter mais assuntos com as pessoas que você vai conhecer”, explica.

Mulheres olhando mapa em frente a um rio
Conhecer os hábitos dos moradores evita surpresas na viagem (Imagem: Shutterstock)

3. Pesquise sobre os costumes e hábitos

Conhecer os hábitos locais pode fazer diferença no convívio com os nativos do país, segundo a especialista. “Pode parecer algo óbvio, mas quando é uma experiência totalmente nova, há coisas que podem nos pegar de surpresa, de certa forma. Por isso, a melhor dica é pesquisar tudo o que der! Desde hábitos específicos dos moradores nativos, que você pode não fazer ideia, até regras de convivência e leis do país”, alerta a CEO da Eagle Intercâmbio.

4. Defina seus objetivos com o intercâmbio

Antes de escolher o destino para viagem é importante alinhar a sua escolha com o objetivo do intercâmbio, assim, a experiência pode ser melhor aproveitada. “Existem vários motivos para fazer um intercâmbio e todos eles são válidos, e você não precisa escolher apenas um. Porém, vale analisar o que você deseja atingir para guiar as suas escolhas. Por exemplo, se o seu foco é aprimorar o inglês, Portugal não seria uma escolha adequada, não é mesmo?”, comenta Arleth Bandera.

5. Confie em você

Conforme explica Arleth Bandera, o intercâmbio também pode ser uma experiência desafiadora, mas é preciso ter coragem e estar ciente que com o tempo tudo se torna um processo natural. “Fazer um intercâmbio pode assustar, mas se você estiver certo da sua vontade e munido de informações, pode confiar no poder do tempo. É possível se adaptar a tudo nessa vida! Claro que desafios fazem parte do processo, mas não desista!”, conclui a especialista.

Por Julia Vitorazzo

Redação EdiCase

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.