Harmonização facial: entenda o que é e como é feito o procedimento

Harmonização facial: entenda o que é e como é feito o procedimento
Procedimento de harmonização facial (Imagem: Shutterstock)

Técnica para equilibrar os traços do rosto é tendência entre os famosos

A harmonização fácil tem gerado bastante debate quando o assunto é beleza. Cada vez mais, famosos têm aderido ao procedimento e influenciado o público na busca pela técnica. A exemplo estão Alok, Bianca Andrade (Boca Rosa), Wesley Safadão, Kelly Key e Joelma.

> Conheça os benefícios do cacau para pele e cabelo

Segundo a Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica, entre 2014 e 2019, o número de procedimentos de harmonização facial subiu de 72 mil para 256 mil ao ano. No Google, as buscas pelo procedimento cresceram 540% somente em 2020. 

É importante entender como funciona a harmonização facial antes de realizar o procedimento.  Por isso, as dermatologistas Claudia Macedo e Morgana Volpato explicam o que é e como funciona a técnica. 

O que é harmonização facial?

Segundo a dermatologista Morgana Volpato, a harmonização facial trata-se de uma técnica de preenchimento em pontos estratégicos do rosto com o objetivo de buscar o embelezamento e a harmonia da face. O procedimento, também conhecido como ‘harmonização orofacial’, pode ser indicado tanto para mulheres quanto para homens que desejam equilibrar traços do rosto, como nariz, lábios, queixo e, até mesmo, diminuir os sinais de envelhecimento.

Ainda de acordo com a profissional, o tempo de duração do resultado do procedimento no rosto pode variar dependendo do produto e da técnica utilizada, mas, em média, dura de 1 a 2 anos.

> Aprenda a cuidar dos cabelos antes e depois dos exercícios físicos

Como é realizado procedimento 

Conforme explica a dermatologista Cláudia Macedo, a técnica pode ser realizada por meio de diversos procedimentos associados, como o bioestimuladores de colágeno, preenchimento com ácido hialurônico, toxina botulínica e esvaziadores de gordura. “Cada paciente tem uma necessidade específica e individual”, afirma. 

A harmonização facial, de acordo com a profissional, pode ser realizada para ajustar o posicionamento da sobrancelha, o contorno facial, corrigir o dorso nasal, dar volume em locais como ‘bigode chinês’, olheira e ruga marionete. Também pode ser feita para preenchimento dos lábios ou alinhamento do perfil com projeção do queixo.

> Confira dicas de como aplicar o rímel corretamente

Harmonização facial
Procedimento para equilibrar traços do rosto (Imagem: Shutterstock)

O que é preciso saber antes de realizar a harmonização?

Antes de realizar o procedimento é indicado consultar um especialista, para saber qual é o melhor tratamento para o tipo de rosto. Além disso, também é preciso atenção quanto a escolha do local em que será realizada a avaliação inicial e o procedimento, pois isso pode interferir na harmonização facial. 

“A avaliação do especialista é de suma importância para que não ocorram os ‘exageros’ que podem levar a uma ‘desarmonização’ como vemos por aí”, explica Morgana Volpato.

> Como cuidar de cabelos cacheados e crespos

A dermatologista Cláudia Macedo explica que o procedimento não pode ser realizado em gestantes ou pessoas que tenham doenças autoimunes. “É sempre importante lembrar que todo procedimento não é livre de complicações. Então, é essencial escolher um profissional que utilize produtos de boa qualidade e que seja apto a tratar qualquer complicação que possa ocorrer”, ressalta.

Cuidados após a harmonização facial

Diferentemente das cirurgias plásticas, o procedimento não é restritivo e o paciente pode voltar às suas atividades normalmente, desde que elas não exijam muito esforço físico.

Após a realização da harmonização facial, o rosto costuma ficar inchado e vermelho por alguns dias. Por isso, as dermatologistas Cláudia Macedo e Morgana Volpato explicam que os cuidados imediatos após a harmonização facial são:

  • Não praticar atividades físicas no dia da aplicação;
  • Evitar exposição ao sol;
  • Usar os medicamentos tópicos prescritos pelo dermatologista; 
  • Não massagear o local.

Depois disso, alguns cuidados devem entrar na rotina, a fim de manter o bom resultado do procedimento. De acordo com Cláudia Macedo, são eles:

  • Evitar o uso de cigarro;
  • Evitar exercícios físicos de impacto e intensos;
  • Ter uma boa alimentação;
  • Manter uma boa qualidade da pele com produtos de uso diário, receitados para cada tipo de pele.

> 4 truques para fazer tranças incríveis no cabelo

Riscos da harmonização facial 

Apesar de a harmonização facial ser considerada um procedimento seguro, é preciso ter alguns cuidados. Quando a técnica não é realizada de forma correta, num local adequado e por um profissional qualificado, pode oferecer riscos como a desarmonização do rosto e possíveis infecções. 

Acompanhe mais dicas de beleza na revista ‘Inspire-se! Beleza’

Vitoria Rondon

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.