Tipos de alimentos que aumentam a gordura abdominal

Tipos de alimentos que aumentam a gordura abdominal
Substituições simples podem evitar as gorduras localizadas

Veja quais comidas evitar e opções de substituições mais saudáveis

Existem comidas que favorecem as tão temidas gordurinhas acumuladas na região abdominal. Contudo, você pode substituir esses alimentos e prestar atenção em algumas atitudes que vão lhe ajudar a fugir dos incômodos pneuzinhos.

Alimentos para evitar

Os alimentos que favorecem o acúmulo de tecido adiposo são açúcares, gorduras saturadas e trans, gordura vegetal hidrogenada e farinhas refinadas. “Alimentos que contêm glúten são os campeões nessa questão. Por retardar a digestão, causam flatulência e distensão abdominal, além de impedir a correta absorção dos nutrientes essenciais ao bom funcionamento orgânico”, conta Alice Amaral, médica com especialização em Nutrologia.

Segundo ela, outros alimentos que também contribuem para o aumento da gordura abdominal são frituras, enlatados, processados, bebidas alcoólicas, refrigerantes e alimentos ricos em sódio e realçadores de sabor.

Trocas mais saudáveis

Algumas substituições simples podem evitar as indesejáveis gordurinhas localizadas. “Troque sucos industrializados por sucos naturais ou polpa de fruta congelada; fique muito atento ao rótulo dos alimentos e veja a presença de gordura saturada ou trans; troque farinhas e cereais pela versão integral, além de serem ricas em nutrientes, aumentam a saciedade pela presença de fibras”, indica Regina Moraes Teixeira, nutricionista pós-graduada em nutrição funcional, especialista em reeducação alimentar, fitoterapia em nutrição e nutrição gestacional.

Fique longe deles

De acordo com a nutricionista Alice Amaral, alguns alimentos devem ser definitivamente excluídos da dieta. “Enlatados, processados, açúcares, refrigerantes e alimentos ricos em sódio e realçadores”, recomenda.

Ela também sugere uma troca por alimentos mais naturais e orgânicos, temperados com ervas. “No caso da bebida alcoólica, uma taça de um vinho tinto seco de boa qualidade é liberada”, ressalta Alice Amaral.

Atenção com o que consome

Para manter o abdômen e a saúde em dia, é preciso prestar atenção nos alimentos que está ingerindo. “O erro alimentar mais comum é achar que está comendo bem e, na verdade, aquele produto alimentício não contém nutrientes necessários e importantes para o organismo”, conta a nutricionista Regina Moraes Teixeira.

Por isso, a profissional recomenda atentar-se aos rótulos dos alimentos. “Saiba que o ingrediente que vem em primeiro lugar é sempre o que tem maior quantidade. Cuidado com letras e números contidos, muitas vezes são corantes, conservantes e acidulantes que são aditivos químicos, nocivos ao organismo”, lembra a nutricionista.

Confira outros conteúdos sobre alimentação na revista Dietas sem Segredos.

Redação EdiCase

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.