Asteroide gigante passará próximo da Terra nesta sexta-feira

Asteroide gigante passará próximo da Terra nesta sexta-feira
Asteroide gigante passa próximo da Terra (Imagem: Shutterstock)

Segundo a NASA, objeto denominado 7335 é o maior corpo celeste que se aproximará do planeta este ano

Segundo informações divulgadas pelo Centro de Estudos de Objetos Próximo à Terra (CNEOS) da NASA, um asteroide com cerca de 1,8 km de diâmetro passará próximo à Terra nesta sexta-feira (27). É o maior corpo celeste que se aproximará do planeta Terra este ano. 

Apesar de a NASA ter classificado a rocha espacial como ‘potencialmente perigosa’, pesquisadores ressaltam que não há motivos para preocupação, pois o corpo rochoso, denominado 7335 (1989 JA), irá passar cerca de quatro milhões de quilômetros da Terra, equivalente a 10 vezes a distância média entre a Terra e a Lua. 

> Óvnis na guerra na Ucrânia: entenda a relação com as previsões de Chico Xavier

Asteroide em alta velocidade 

Cientistas estimam que o objeto esteja viajando a cerca de 76.000 km/h. Mas, após esta passagem próximo à Terra, o 7335 não deve fazer outro sobrevoo perto do planeta até 23 de junho de 2055, quando passará ainda mais longe, cerca de 70 vezes a distância média entre a Terra e a Lua. 

O que são os NEOs?

De acordo com a NASA, os chamados ‘NEOs’ referem-se a qualquer objeto astronômico que passe cerca de 48 milhões de km da órbita da Terra. Em média, a agência espacial descobre cerca de 29 mil objetos próximos ao planeta a cada ano. Porém, a maioria desses objetos são pequenos demais, por isso a curiosidade quanto ao 7335, dado ao seu tamanho. 

Ainda segundo informações da agência, o corpo rochoso se encaixa em uma classe de asteroides denominada ‘Apollo’, que se refere a objetos que orbitam o Sol enquanto cruzam periodicamente a órbita da Terra. Estima-se que os astrônomos conhecem cerca de 15 mil destes asteroides. 

> Saiba quem são os seres estelares e qual é a missão deles

NASA realiza testes para deviar asteroides da órbita planetária
NASA realiza testes para desviar asteroides da órbita planetária (Imagem: Shutterstock)

Teste de defesa planetária 

Mesmo que a possibilidade do 7335 colidir com a Terra seja baixa, a NASA não descarta que seja possível a colisão com asteroides futuramente. Por isso, a organização espacial lançou recentemente uma missão para testar a probabilidade de desviar rochas potencialmente perigosas da rota de colisão com a Terra. 

> Ufologia: confira casos de destaque no Brasil

Espaçonave DART 

Em 24 de novembro de 2021, a agência espacial enviou a espaçonave DART (Double Asteroid Redirection Test) para colidir de frente com o asteroide Dimorphos, de cerca de 160 m de diâmetro, em setembro de 2022. Embora a colisão não destrua o asteroide, ela pode alterar relativamente seu caminho a órbita da Terra. 

Veja como passar o tempo com a revista ‘Sudoku Master’

Vitoria Rondon

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *