Confira elementos importantes para a decoração da cozinha

Confira elementos importantes para a decoração da cozinha
A iluminação é um dos elementos que ajudam na decoração da cozinha (Imagem: Shutterstock)

Além da seleção correta de móveis, eletrodomésticos e pedras para a cozinha, é preciso estar atento à escolha de outros elementos para a decoração da cozinha. Dessa forma, é possível criar um ambiente que favoreça a estética e a rotina no lar.

Importância da iluminação

A iluminação é um elemento muito importante para a cozinha, não só pela estética, mas também pela funcionalidade, praticidade e segurança. Ela é fundamental, por exemplo, para evitar acidentes na hora de manusear facas, fogão e outros itens que exigem cuidado.

Segundo a designer de interiores Norah Carneiro, a má iluminação nesse ambiente também pode influenciar nos tons dos alimentos. Por isso, é necessário cuidado ao escolhê-la. “O ideal é sempre optar por uma luz natural e neutra. Alguns pontos de luz branca podem acarretar um toque de modernidade e até sofisticação”, explica.

Receba as novidades sobre Saúde e Bem-estar, Astrologia, Beleza, Culinária e muito mais!

Sobre os pontos de iluminação, a arquiteta e urbanista Patrícia Lacerda indica utilizar “fitas de led abaixo dos armários para iluminar a bancada, pendentes ou lustres, sempre marcando a mesa/área de refeições.”

Cores mais indicadas

Para a cozinha, Patrícia Lacerda e Norah Carneiro indicam apostarem cores mais neutras, como preto, branco, bege e cinza. As demais tonalidades podem ser usadas em pontos específicos, para dar um toque a mais ao ambiente. “Ou, até mesmo, fazer uma combinação usando a mesma cor para os eletroportáteis pequenos, como torradeiras, liquidificadores, processadores etc.”, explica a arquiteta e urbanista.

Tons mais vibrantes também podem ser utilizados. “As cores quentes, como amarelo, laranja, vermelho, fazem com que a cozinha fique vibrante e divertida. De acordo com estudos, são cores que nos induzem ao apetite”, acrescenta.

Ampliando ou reduzindo o ambiente

A cor é algo que pode influenciar na percepção de amplitude do ambiente. Usar tons escuros em cozinhas pequenas, por exemplo, pode passar a sensação de que ela é ainda menor. “Opte sempre por cores mais claras e portas com espelhos, que ajudam a dar sensação de amplitude”, indica Patrícia Lacerda.

O tamanho de móveis e eletrodomésticos também interfere na sensação de amplitude. Por isso, é sempre indicado optar por aqueles que respeitem o tamanho do espaço e a ergonomia, para não deixar o cômodo mais apertado ou causar a sensação de vazio.

Luminárias são itens decorativos que ajudam a compor o ambiente (Imagem: Shutterstock)

Itens decorativos

Os elementos decorativos ajudam a tornar o ambiente mais bonito e, ao mesmo tempo, funcional. “Os principais elementos da cozinha são as luminárias, as arandelas, as calhas de serviços perto das cubas e os acessórios de metal próximos à coifa (para inserir alguns itens decorativos), tais como plantas ou, até mesmo, pendurar colheres e panelas, no estilo cozinha italiana ou casa de campo”, lista Norah Carneiro.

Segundo Patrícia Lacerda, atualmente os revestimentos e as texturas também têm ajudado a compor o décor da cozinha. “Vale fazer uma base neutra e usar uma parede ou uma parte da bancada com um revestimento de destaque, pode ser colorido, geométrico, do seu gosto!”, recomenda. A arquiteta e urbanista também sugere usar espelhos nas portas dos armários, mesclando com um tom base ou madeirado.

Além disso, de acordo com as profissionais, outros elementos que podem ser inseridos na decoração da cozinha são quadros, vasos, relógio, livros de receitas, potes transparentes para os mantimentos, entre outros. Deve-se apenas ter cuidado para inseri-los de maneira harmoniosa e consciente, para não poluir o ambiente com o excesso de objetos.

Plantas

As plantas são bastante versáteis. Elas podem ser utilizadas em qualquer ambiente, inclusive, na cozinha. No entanto, é preciso se atentar às características do local para, então, escolher a espécie ideal. “Cozinhas que tenham grandes janelas com iluminação natural, são perfeitas para os queridos temperinhos e ervas, como orégano, coentro, cebolinha, salsa, manjericão”, indica Patrícia Lacerda.

“O cozinhar tornou-se hábito e ter a possibilidade de possuir alimentos frescos da própria horta é uma sensação, sem dúvida, muito prazerosa”, acrescenta Norah Carneiro.

Para ambientes que não recebem muita luz do sol, vale optar por plantas como suculenta, cacto e fitônia. “O ideal é colocá-las longe do fogão, devido aos riscos e, até mesmo, para manter a saúde da planta, evitando respingos de frituras e afins”, alerta a designer de interiores.

Laleska Diniz

Jornalista com formação pela PUC-SP. Apaixonada por produção de conteúdo, trabalha há quase 4 anos com comunicação. Na EdiCase, produz textos sobre os mais variados assuntos para revistas impressas e digitais, portal de notícias e Instagram.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.