3 dicas para equilibrar os lucros da empresa

3 dicas para equilibrar os lucros da empresa
Para solucionar os contratempos, é importante manter o controle dos pequenos gastos do dia a dia (Imagem: Kowit Lanchu | Shutterstock)

Falar sobre finanças é sempre um assunto delicado. No entanto, os desafios financeiros podem surgir independentemente de estarmos prontos ou não para enfrentá-los. Diante desse cenário, a educação financeira surge como uma valiosa aliada, oferecendo ferramentas e conhecimentos para lidar com as adversidades de forma mais eficaz. 

Grande parte dos micros e pequenos empreendedores não sabem a diferença entre o dinheiro da empresa e o dele (pessoa física). Quando os problemas ocorrem, a situação piora ainda mais. Portanto, veja algumas dicas que podem auxiliar muitos negócios em meio a esse cenário!

1. Não subestime os pequenos gastos 

Normalmente, esses são os ralos que acabam secando os caixas sem nem percebermos. Para solucionar o contratempo, mantenha o controle das pequenas saídas do dia a dia. Essa dinâmica facilita porque os grandes gastos serão muito mais fáceis de serem organizados. 

Receba as novidades sobre Saúde e Bem-estar, Astrologia, Beleza, Culinária e muito mais!

Casal no computador anotando as despesas
Ao identificar claramente quem assume a responsabilidade financeira, é possível discernir se o gasto pessoal supera o empresarial (Imagem: Lemonsoup14 Creativity | Shutterstock)

2. Eleja responsáveis pelos gastos  

Não importa muito para onde o dinheiro vai ou o que será pago. Se souber quem vai se responsabilizar por ele, compreenderá assim no fim do mês se a pessoa física está gastando mais que a jurídica. Dessa maneira, saberá quem realmente é o grande utilizador dos recursos e a porcentagem que isso representa para o negócio.

3. Faça um planejamento 

Muitas vezes, demoramos entre 15 e 30 dias para ter um lucro real em nosso bolso. Então, o que fazemos? Gastamos tudo em apenas alguns minutos. Para ganhar, estudamos estratégias de marketing, de vendas e muitas outras. Agora, para usar o dinheiro, simplesmente escolhemos débito ou crédito. Por isso, pare e organize tudo para saber se consegue arcar e se aquilo é realmente necessário. 

Por Guilherme Pereira

Diretor financeiro do Grupo GD, empresa referência no mercado de joias B2B que atua desde a fabricação de peças, venda, entrega e consultoria especializada aos parceiros 

Portal EdiCase

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.