10 dicas para reduzir a vontade de comer doces

10 dicas para reduzir a vontade de comer doces
Reduzir o consumo de doces é importante para a saúde do corpo (Imagem: Dean Drobot | Shutterstock)

O açúcar, sendo um componente comum na alimentação diária de muitas pessoas, desempenha um papel significativo na culinária e na satisfação do paladar. Presente em uma variedade de alimentos e bebidas, desde sobremesas até produtos processados, o seu consumo é praticamente inevitável.

No entanto, é crucial reconhecer que o excesso de doces na alimentação pode acarretar sérios riscos à saúde. O consumo desmedido está associado a condições como obesidade, diabetes tipo 2, doenças cardíacas e outros problemas metabólicos. Logo, comer com moderação ou reduzir o consumo é importante.

Por isso, a seguir, confira 10 dicas para você diminuir o consumo de doce no seu dia a dia. Veja!

Receba as novidades sobre Saúde e Bem-estar, Astrologia, Beleza, Culinária e muito mais!

1. Reduza aos poucos o consumo de doces

Para consumir menos açúcar, você não precisa mudar radicalmente os seus hábitos alimentares, basta diminuir o consumo gradativamente. Experimente colocar menos açúcar no café ou trocar o chocolate ao leite pelo meio-amargo, pois essas estratégias ajudam a adaptar o paladar.

2. Coma a cada 3 horas

Opte por fazer refeições fracionadas, começando o dia com um bom café da manhã. Isso aumentará a energia do corpo e evitará a necessidade de açúcar. Ficar muito tempo sem comer pode causar compulsão alimentar, e o que seria apenas um pedaço de bolo pode se tornar até quatro.

“Quando alguém precisa de energia, o corpo pede açúcar, que é a principal fonte de energia do cérebro. O cérebro tem um sistema de recompensa que, quando ativado, produz uma sensação de prazer. O doce funciona como uma espécie de gatilho desse sistema”, diz a nutricionista Mariana Ribeiro.

3. Faça substituições saudáveis

Opte por frutas frescas ou secas quando sentir vontade de comer doces. Elas oferecem doçura natural e são mais saudáveis. “A maior parte das cores da alimentação vem das frutas, que oferecem vitaminas e minerais não fabricados pelo organismo, mas que são essenciais à nutrição adequada e ao bom funcionamento do corpo”, explica a nutricionista Gabriela Marcelino.

4. Mantenha o corpo hidratado

O corpo humano, composto por 70% de água, como elimina o líquido via urina, fezes, transpiração, respiração e outros meios, precisa dela para equilibrar a quantidade normal circulando no organismo. Quando isso não acontece, a desidratação pode ser confundida com a vontade de comer doce. A recomendação é beber pelo menos 2 litros de água por dia.

Mulher no mercado com carrinho olhando pote de produto
É importante saber identificar o açúcar no rótulo dos produtos (Imagem: Prostock-studio | Shutterstock)

5. Leia os rótulos dos produtos

Esteja atento aos rótulos dos alimentos para identificar a quantidade de açúcar presente. Muitos produtos processados contêm açúcares adicionados sob diferentes nomes, como xarope de milho, maltodextrina e sacarose.

6. Consuma alimentos ricos em fibras

Alimentos ricos em fibras, como vegetais, grãos integrais e legumes, podem ajudar a manter a sensação de saciedade por mais tempo, reduzindo a vontade de comer doces. Além disso, segundo a nutricionista Fernanda Sobral, contribuem para o fortalecimento do sistema imunológico, “pois estimulam o crescimento das células benéficas da flora intestinal, impedindo o crescimento de micro-organismos danosos”.

7. Evite alimentos e bebidas industrializados

Alimentos e bebidas industrializados, como refrigerantes e balas de goma, podem aumentar o desejo por açúcar e, consequentemente, a quantidade de glicose ingerida por dia. Tente limitar o consumo.

“O que faz um alimento ultraprocessado ser tão barato e tão gostoso? Os inúmeros aditivos usados para a sua produção; são corantes, para gerar cores mais fortes; adoçantes, para deixá-lo mais doce; emulsificantes, para dar uma textura mais agradável; essências, para dar aromas similares a de outros alimentos etc.”, explica a Dra. Elodia Avila, cirurgiã plástica especialista em rejuvenescimento.

8. Coma oleaginosas

As castanhas, nozes, amêndoas e castanhas-de-caju são ricas em gorduras saudáveis, proteínas e fibras que ajudam a manter a sensação de saciedade por mais tempo. Ainda, contêm pequenas quantidades de açúcar natural, proporcionando um leve sabor doce que pode satisfazer os desejos por açúcar de forma mais saudável.

9. Drible o excesso de carboidratos simples

Alimentos ricos em carboidratos simples, como açúcares e farinhas refinadas, podem causar picos rápidos nos níveis de açúcar no sangue seguidos por quedas bruscas, levando a desejos por mais doces. Optar por carboidratos complexos, como grãos integrais, vegetais e legumes, ajuda a manter os níveis de glicose mais estáveis.

10. Pratique exercícios físicos

Isso estimula a produção de hormônios do bem-estar, que proporcionam a mesma sensação dos doces ao corpo. “Ao se exercitar, você libera endorfinas, hormônios relacionados ao prazer e ao estado de felicidade. Essa liberação hormonal pode ajudar a melhorar o humor, reduzir o estresse e aumentar a sensação geral de bem-estar”, explica o educador físico Lucas Meireles.

Redação EdiCase

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.