Doenças cardíacas: conheça as causas e saiba como prevenir

Doenças cardíacas: conheça as causas e saiba como prevenir
Pessoas com fatores de risco são mais propensas a desenvolverem doenças cardiovasculares (Imagem: Shutterstock)

Doença cardíaca é termo amplo e, de acordo com o cardiologista Dr. Luiz Antonio Campos, inclui várias doenças cardíacas e vasculares. Pessoas que possuem fatores de risco estão mais propensas a desenvolver alguma doença do coração e dos vasos. “Existem diversos fatores de risco para doenças cardiovasculares, os quais podem ser divididos em imutáveis e mutáveis”, explica o cardiologista. 

Fatores imutáveis 

São fatores imutáveis aqueles que não podemos mudar e, por isso, não podemos tratá-los. São eles: hereditários, idade e sexo. 

Fatores mutáveis 

São os fatores sobre os quais podemos influir, mudando, prevenindo ou tratando. São eles: fumo, colesterol elevado, pressão arterial elevada, vida sedentária, obesidade, diabetes e estresse. 

Receba as novidades sobre Saúde e Bem-estar, Astrologia, Beleza, Culinária e muito mais!

Doenças cardíacas em homens e mulheres  

Os homens têm mais riscos em ter doenças cardíacas na juventude e na meia idade, enquanto as mulheres correm mais riscos na pós-menopausa e na terceira idade. Segundo o Dr. Luiz Antonio Campos, isso acontece devido a questões hormonais.  

A menopausa, por exemplo, deteriora a saúde da parede dos vasos por conta de uma deficiência hormonal. Por esta razão, as mulheres na pós-menopausa sofrem maior incidência de colesterol alto, diabetes, hipertensão arterial (pressão alta) e obesidade visceral. 

Tipos de doenças cardíacas  

Conforme explica o cardiologista, as doenças cardiovasculares incluem: doença das artérias coronárias, ataque cardíaco, angina, síndrome coronariana aguda, aneurisma da aorta, arritmias, doença cardíaca congênita, insuficiência cardíaca e doença cardíaca reumática. “As mais comuns são a cardiopatia isquêmica e a aterosclerose”, acrescenta. 

Cardiopatia isquêmica 

A cardiopatia isquêmica inclui as doenças cardíacas desencadeadas pelo acúmulo de gordura nas paredes de vasos e artérias, provocando estreitamento, dificuldade ou obstrução na passagem do sangue. O estreitamento pode originar angina de peito e obstrução total, que é o enfarte agudo do miocárdio. 

Aterosclerose 

A aterosclerose atinge artérias de grande e médio calibre, é desencadeada pelo acúmulo de gordura, cálcio e outras substâncias nas paredes internas das artérias. A redução do calibre da artéria provoca diminuição da quantidade de sangue que consegue passar e, consequentemente, aumenta o esforço do coração para bombear. Este esforço provoca hipertensão arterial, acidentes vasculares cerebrais e doenças nas artérias coronárias. 

Homem de meia idade tomando vinho em uma taça de vidro
Consumo excessivo de álcool pode causar doenças cardíacas (Imagem: Shutterstock)

Causas das doenças cardíacas 

Segundo o Dr. Luiz Antonio Campos, as causas das doenças cardíacas podem ser apontadas pelos fatores de risco, que podem ser divididos em três grupos: condições médicas, fatores de estilo de vida e fatores hereditários. 

  • Condições médicas: níveis altos de colesterol ruim no sangue, pressão alta e diabetes; 
  • Fatores de estilo de vida: tabagismo, alimentação inadequada, sedentarismo, obesidade e consumo excessivo de álcool; 
  • Fatores hereditários: fatores genéticos provavelmente desempenham algum papel na pressão alta, doença cardíaca e outras condições vasculares. Entretanto, é provável que pessoas com histórico familiar de doenças cardiovasculares também compartilhem o mesmo ambiente e fatores de risco. 

Sintomas de doenças cardíacas 

Os sintomas para quem sofre de alguma doença cardíaca, de acordo com o cardiologista Dr. Luiz Antonio Campos, são variados, mas podemos citar a dispneia, dor ou desconforto torácicos, palpitação, síncope, tosse e a hemoptise. 

Formas de proteger o coração  

Existem diversas formas de prevenir doenças cardiovasculares. De acordo com o Dr. Luiz Antonio Campos, é importante verificar rotineiramente o nível de colesterol e pressão arterial. Além disso, é necessário “cuidar da dieta e do peso para manter sob controle a pressão e o colesterol. Para isso, evite alimentos ricos em gordura, como frituras, e introduza mais grãos e frutas em sua rotina alimentar”, indica o médico. 

Para os fumantes, a principal recomendação é: “pare de fumar imediatamente. Fumar, dentre outros males, acelera o desenvolvimento da aterosclerose por danificar as paredes das artérias, o que facilita o depósito de colesterol”, alerta o cardiologista. 

Evitar o sedentarismo é outra dica fundamental. Para isso, pratique exercícios físicos regularmente. “Atividades físicas são benéficas à saúde como um todo e reduzem os riscos de desenvolver diversos males”, afirma o cardiologista.  

Ainda de acordo com o Dr. Luiz Antonio Campos, reduzir o estresse também é um fator importante para a prevenção de doenças cardiovasculares. “Uma rotina estressante favorece o surgimento de diversos problemas de saúde, que podem ser evitados encarando a vida de forma mais calma”, finaliza.  

Redação EdiCase

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.