Entenda as mudanças que ocorrem na pele durante e após a gravidez

Entenda as mudanças que ocorrem na pele durante e após a gravidez
Alterações na pele durante e após a gravidez (Imagem: Shutterstock)

Médica explica como combater algumas das alterações que acontecem no corpo da mulher durante esse período

*Por Poliana Santin Portela (Médica graduada pela Universidade Gama Filho e pós-graduada em Dermatologia pelo Hospital Naval Marcílio Dias)

A gravidez é um período mágico para as mulheres. Com ela, vem uma série de sonhos e expectativas. Por outro lado, existem muitos receios e medos que acompanham as mulheres nesse período, e as mudanças na pele fazem parte desse universo. Nesse período, o organismo materno passa por diversas modificações que podem permanecer após o parto ou desaparecer espontaneamente. Vamos falar sobre algumas delas!

Receba as novidades sobre Saúde e Bem-estar, Astrologia, Beleza, Culinária e muito mais!

> Veja como diminuir o estresse durante a gravidez

Manchas na pele

As alterações mais comuns são as manchas que surgem na pele. O melasma (ou cloasma), por exemplo, se manifesta como manchas acastanhadas no rosto das gestantes. O melasma pode ou não desaparecer após o parto. O sol é o principal fator de piora desse tipo de mancha. Assim, o uso de protetores solares é essencial na prevenção e no controle dessa condição.

Outras áreas da pele, como mamilos, axilas, coxas, virilha, cicatrizes e os nevos (sinais), também podem escurecer. É importante saber que após a gravidez deverá ocorrer regressão parcial ou completa dessas manchas. Além disso, a maioria dos cremes utilizados no tratamento não pode ser aplicada na pele de gestantes e de mulheres que estejam amamentando. Qualquer creme utilizado deve ser prescrito pelo dermatologista ou pelo obstetra que a esteja acompanhando.

> 8 mitos e verdades sobre gravidez

Estrias

As estrias gravídicas fazem parte das alterações da pele que não desaparecem espontaneamente após o parto. São causadas pelo estiramento da pele e por alterações hormonais presentes. São mais frequentes na primeira gravidez e aparecem, geralmente, após o sexto mês.

Alterações na pele durante gestação
Grávidez causa alterações na pele (Imagem: Shutterstock)

No início, são linhas violáceas principalmente na barriga e nos seios, e posteriormente se tornam esbranquiçadas. O uso de emolientes e hidratantes durante a gestação deve ser encorajado como uma forma de tentar evitá-las. Uma vez já instaladas, diversos tipos de tratamento podem ser tentados, como uso de ácidos e hidratantes, peelings químicos e lasers.

> Conheça as causas e tratamentos da infertilidade feminina

Alterações no cabelo

É comum que se observe o crescimento dos cabelos mais acentuado no terceiro trimestre e uma queda intensa após o parto. Isso ocorre porque, nesse período, há estímulo da fase de crescimento do cabelo. Uma vez terminada a gestação, os cabelos passam da fase de crescimento para a fase de queda. Observamos também aumento dos pelos corporais e presença de alterações nas unhas, como fragilidade e descolamento.

> Conheça alguns cuidados importantes com a higiene íntima feminina

Outras alterações

Também podem aparecer aranhas vasculares (telangiectasias) pelo corpo e acentuação da vermelhidão das palmas das mãos, que desaparecem cerca de seis a sete semanas após o parto. Ainda há alteração das glândulas responsáveis pelo suor, e a gestante pode seguir com brotoeja e aumento excessivo da sudorese.

Acompanhe mais notícias de beleza na revista ‘Inspire-se Beleza’

Redação EdiCase

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.