Fechadura digital: o que você precisa saber antes de instalar

Fechadura digital: o que você precisa saber antes de instalar
Fechadura digital tem ganhado espaço entre os projetos (Imagem: Guilherme Pucci / Escritório Bruno Moraes Arquitetura)

Arquitetos explicam quais são os principais modelos, modo de funcionamento e vantagens

Por Marcela Millan 

Cada vez mais presente nos projetos, a fechadura digital, também chamada de fechadura eletrônica, é uma tecnologia que veio para ficar, garantindo mais segurança e praticidade no dia a dia. “Hoje a fechadura digital é um item que está na lista de prioridade dos clientes e pode ser encontrada em diversos modelos, mais ou menos tecnológicos”, destaca a arquiteta Pati Cillo. 

Para apresentar todas as suas funcionalidades, modelos e vantagens, os profissionais da arquitetura Bruno Moraes, do escritório Bruno Moraes Arquitetura, e Pati Cillo se uniram e prepararam um guia completo sobre o assunto. Confira!

> 5 dicas para economizar na hora de decorar apartamentos pequenos

Vantagens da fechadura digital

São várias as vantagens de uma fechadura digital, a começar pelas mais óbvias, como o fato de não precisar mais carregar chaves, não correr o risco de esquecê-las, ficar para o lado de fora de casa e não viver mais a insegurança da dúvida: ‘será que tranquei mesmo a porta antes de sair?’. 

Porém, segundo o arquiteto Bruno Moraes, a tecnologia vai muito além disso. “Por meio da programação, o sistema pode colaborar em inúmeras situações, como a entrada pontual de uma pessoa. Para tanto, basta que o morador cadastre uma senha específica para a abertura da porta”, detalha.

Principais modelos 

Há vários tipos disponíveis no mercado. “Podemos encontrar desde as mais simples, com controle por senha numérica, até as mais completas, que além da senha contam com acesso através das digitais ou, ainda, controle facial”, destaca Pati Cillo.

Dentre os modelos mais comuns e com preços mais acessíveis, estão aqueles com liberação de acesso por senha, cartão ou tag (chaveiro de aproximação). Há também a fechadura eletrônica com biometria (impressão digital), que é uma opção bastante segura e frequentemente requisitada em condomínios residenciais ou em empresas. “É um meio muito seguro ter o cadastro da digital do morador ou do funcionário, eliminando o risco de um terceiro utilizar a senha ou o cartão magnético e entrar sem a devida autorização”, diz Bruno.

> 5 dicas para escolher um modelo de mesa para sala de estar

Porta marrom com fechadura digital de metal
Fechadura conectada a internet facilita a vida do morador (Imagem: Shutterstock)

Fechadura conectada a internet 

Mais avançadas, as versões com acesso à internet e aplicativos são, atualmente, consideradas as mais modernas e completas do mercado. “Como as pessoas estão mais conectadas às tecnologias, a tendência é que aconteça uma migração para sistemas mais avançados como esses”, relaciona o profissional. 

Por exemplo, é possível interagir à distância, caso um prestador de serviço precise do acesso imediato ao local. Remotamente e distante do endereço, com o aplicativo no smartphone o morador pode controlar o acesso, sem a necessidade de cadastrar digitais ou senhas.

Fique de olho: Várias dessas fechaduras já contam com alarmes de segurança! Na hora de escolher, busque as informações técnicas do fabricante e atenda, com eficácia, a demanda.

Segurança residencial e corporativa 

Com a segurança como vantagem, a fechadura digital traz benefícios tanto para projetos residenciais como corporativos, se integrando ao sistema de controle de acesso. “Algumas fechaduras podem ser controladas por aplicativo, permitindo que se veja quem entrou e em qual horário, sendo uma ótima aliada em locais com muito fluxo de pessoas”, explica Pati Cillo. 

“Imagine fazer uma cópia da chave para cada funcionário em uma empresa grande? Além do custo, não podemos desconsiderar o risco do esquecimento de portas abertas. Por meio da fechadura digital, suprimimos essa possibilidade, pois ao encostar, a porta realiza o travamento automático”, complementa o arquiteto Bruno Moraes.

Porém, a demanda em projetos residenciais tem sido ampliada e acompanha o volume de reformas realizadas, bem como os novos empreendimentos imobiliários que, como diferencial, já contam com a fechadura eletrônica entregue pela construtora. “Com certeza é algo que veio para ficar”, acredita Bruno, que também condiciona aos preços mais acessíveis a ampliação do uso pelos brasileiros.

> 5 dicas para escolher o pendente para a sala de estar

Sala de estar de uma casa
Fechadura digital traz comodidade e segurança aos moradores (Imagem: Guilherme Pucci / Escritório Bruno Moraes Arquitetura)

Instalando a fechadura

A instalação é muito simples! A fechadura eletrônica substitui facilmente a tradicional, além de ser possível instalar tanto em portas antigas como nas mais novas. Bruno Moraes aproveita para desfazer o mito do ponto de energia, pois a maior parte dos dispositivos são carregados por bateria. 

“Caso o marceneiro contratado não saiba instalar, as assistências técnicas dos fabricantes das fechaduras digitais prestam o suporte e o esclarecimento adequado para uma execução sem erro”, ressalta. Os modelos abastecidos por fonte de energia, por sua robustez, costumam ser especificados para o controle de acesso em condomínios ou em empresas.

Tipos de maçanetas 

Há produtos para todos os gostos e necessidades. Fechaduras com maçaneta embutida, de sobrepor, sem maçaneta ou opções específicas para portas de madeira, de vidro, com eletroímã etc. Por isso, é necessário analisar cada caso separadamente, para não correr o risco de levar algo errado para casa.

Alguns tipos exibem a maçaneta acoplada na própria fechadura e são ideais para substituir as peças tradicionais em portas antigas. Outras são vendidas sem a maçaneta, abrindo a possibilidade de colocar uma peça decorativa separada, situações como o puxador de porta comprido, de cima a baixo, ou as esculpidas na marcenaria da porta. 

> Confira dicas para escolher o cobogó ideal para cada ambiente

Cuidados com a manutenção 

Para instalar uma fechadura em área externa, como na entrada de uma casa que não conta com cobertura, o recomendado é comprar um produto específico para esse tipo de espaço, evitando que seja danificada por conta das intempéries.

Outro ponto importante é: quando a bateria estiver descarregando, o dispositivo dispara um sinal de alerta, com antecedência, para que haja tempo de realizar a troca por uma nova. Porém, mesmo que o morador se esqueça e aconteça o descarregamento total, é possível prover uma carga com uma bateria do lado de fora e, na sequência, digitar a senha que libera o acesso.

Confira mais conteúdos e dicas de decoração na revista ‘Projeto e Decoração’

Redação EdiCase

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.