5 erros de quem busca procedimentos estéticos contra o envelhecimento

5 erros de quem busca procedimentos estéticos contra o envelhecimento
Procedimentos estéticos melhoram os sinais de envelhecimento (Imagem: Shutterstock)

O número de pessoas que opta por realizar procedimentos estéticos cresceu nos últimos anos. Segundo dados da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica, em média, são realizados, todos os anos, mais de 1,5 milhão de procedimentos estéticos no Brasil. No entanto, de acordo com a cirurgiã plástica Dra. Beatriz Lassance, membro titular da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica, a maioria dos pacientes que busca por técnicas de rejuvenescimento possui uma ideia errada do que elas são capazes de fazer. 

“Os equívocos já se iniciam com a palavra rejuvenescer, que é questionável. O processo de envelhecimento é contínuo e progressivo. O que os procedimentos podem fazer é apenas melhorar alguns sinais”, ressalta a médica.

Para ajudar a corrigir concepções relacionadas ao rejuvenescimento da face, a especialista aponta cinco erros mais comuns de quem procura por esses procedimentos. Confira! 

Receba as novidades sobre Saúde e Bem-estar, Astrologia, Beleza, Culinária e muito mais!

1. Esperar a hora certa 

Ao contrário daquilo em que muitos acreditam, não existe uma hora certa para iniciar a realização de procedimentos estéticos e cirurgias plásticas. O melhor momento é quando você se sente incomodado com os sinais da idade ou com alguma alteração em seu rosto. “Às vezes, esperar demais para realizar um procedimento é, na verdade, pior, pois quanto mais envelhecemos, mais agressivos terão que ser os tratamentos para chegar a resultados satisfatórios — resultados esses que, na maioria das vezes, não serão tão bons quanto se o procedimento tivesse sido realizado antes”, alerta a médica.

2. Acreditar que os procedimentos têm efeito rápido

É muito habitual que as pessoas procurem por procedimentos para rejuvenescer acreditando que sairão do consultório quase irreconhecíveis. Porém, não existem técnicas que rejuvenescerão o rosto em uma única sessão de maneira rápida, pois é impossível reverter, de uma única vez, todos os danos do envelhecimento causados ao longo de anos. 

“O ideal, então, é conversar com seu médico para verificar a possibilidade da combinação de diferentes procedimentos que, realizados em uma determinada sequência e ao longo de um certo tempo, potencializarão os resultados esperados”, recomenda a cirurgiã.

3. Presumir que todas as linhas de expressão serão retiradas 

Em grande parte das vezes, os pacientes que procuram por procedimentos estéticos querem o tratamento completo dos sinais da idade, como rugas e flacidez. Porém, dependendo do estado do rosto, retirar completamente as rugas e flacidez é praticamente impossível. 

O que o cirurgião procura, portanto, é tratar o aspecto cansado ou triste do rosto, amenizando, por exemplo, rugas mais acentuadas. “Para falar a verdade, deixar um pouco das rugas e linhas de expressão é até saudável, pois o resultado final é menos artificial e exagerado, deixando o rosto com um ar mais natural”, destaca a especialista.

Mulher sendo examinada por uma médica em consultório
Manutenção dos procedimentos estéticos deve ser feita a fim de manter os resultados (Imagem: Shutterstock)

4. Achar que o procedimento dura para sempre 

Um dos erros mais comuns entre os pacientes é achar que os procedimentos não precisam de manutenção. “Os pacientes que procuram por procedimentos estéticos para rejuvenescer o rosto tendem a acreditar que os resultados permanecerão pelo resto da vida, o que não é bem verdade, já que a maioria dos procedimentos estéticos, principalmente a aplicação de preenchedores e toxina botulínica, perdem seu efeito com o passar do tempo, sendo necessária a realização de uma nova sessão para manutenção dos resultados”, explica a especialista. 

Segundo ela, adotar cuidados diários com a pele é essencial a fim de que as técnicas tenham um bom resultado. “Além disso, o cuidado contínuo com a pele e o corpo também é imprescindível para o bom envelhecimento. Por exemplo, após tratamentos a laser, se não há proteção com filtros solares ou hidratação diária da pele, o resultado será perdido, com possível piora nos efeitos do tratamento”, explica. 

5. Considerar que o envelhecimento será interrompido com a técnica 

Mesmo quando o procedimento realizado é uma cirurgia plástica, que tende a conferir uma solução mais definitiva aos incômodos, os efeitos não são permanentes. Isso porque nenhuma técnica é capaz de interromper completamente o envelhecimento da pele. 

“O máximo que os tratamentos estéticos podem fazer é reverter em alguns anos esse processo. Ou seja, mesmo após o procedimento ou a cirurgia plástica, é importante que você continue a cuidar diariamente de sua pele para retardar o reaparecimento das alterações tratadas”, finaliza a Dra. Beatriz Lassance.

Por Guilherme Zanette 

Redação EdiCase

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.