Veja o que fazer após um corte químico

Veja o que fazer após um corte químico
Corte químico danifica a saúde do cabelo (Imagem: Shutterstock)

Quando um cabelo sofre corte químico, geralmente, ele fica seco, quebradiço e com muito frizz. Além disso, devido às agressões que causam a abertura das cutículas, os fios ficam opacos e sem vida. Entre as variadas causas, esse tipo de problema pode ocorrer por conta de alisamento intensivo, mecha ou descoloração realizada em cabelos que já estavam fragilizados, em razão de um procedimento químico anterior.

Por que acontece o corte químico?

A cabeleireira e especialista capilar Raquel Souza explica que ao aplicar excesso de químicas no cabelo sem respeitar os tempos recomendados entre cada procedimento, há o risco de ocorrer um corte químico. Neste caso, a estrutura dos fios fica mais frágil e eles se tornam mais vulneráveis à quebra.

O resultado é um corte de cabelo irregular e fraco que pode levar meses para ser reparado. Para evitar esse problema, é importante manter o intervalo entre os procedimentos químicos e fazer hidratações regulares para manter os fios fortes e saudáveis.

Receba as novidades sobre Saúde e Bem-estar, Astrologia, Beleza, Culinária e muito mais!

Aparência dos fios

Muitas pessoas já sofreram com o corte químico na raiz e no comprimento dos fios, e relatam que os cabelos ficam com aspecto artificial, como cabelos de boneca. Eles também podem ficar secos e sem movimento. Em cabelos cacheados, as ondas e cachos perdem a definição e ficam pesados.

“Já os lisos apresentam um aspecto espigado e aparência áspera, pois a estrutura dos fios foi danificada e as pontas abrem por falta de hidratação. O corte químico na franja também acontece e deixa essa mecha frontal com péssimo caimento e diferente do resto do cabelo”, comenta Raquel Souza.

Como evitar o corte químico?

O principal motivo para a quebra química dos fios é o abuso de produtos químicos nos cabelos em um curto espaço de tempo. Para evitar o dano ao seu cabelo, sem renunciar à coloração ou alisamento, é necessário manter uma rotina de cuidados intensos e tratamentos adequados para a saúde dos fios.

Cabeleireiro segurando cabelo loiro de mulher sentada na cadeira
O teste de mexa ajuda a identificar se o cabelo está fraco (Imagem: Shutterstock)

Realize o teste de mechas

Experimentar um teste de mecha é extremamente fácil e seguro. Primeiro, deve-se pegar uma pequena quantidade de cabelo na parte de trás da cabeça, pois, caso ocorra algum problema, poderá ser facilmente escondido. Após isso, aplique o produto aguardando cerca de 45 minutos para que possa ter o efeito desejado.

Por fim, lave e seque a mecha conforme o habitual, para visualizar os resultados. Se os fios apresentarem algum dos sintomas de quebra ou enfraquecimento, é melhor repensar o procedimento que deseja fazer e seguir os seguintes cuidados:

  • Cronograma capilar em dia

É fundamental seguir um cronograma capilar – aliando reconstrução, nutrição e hidratação – para garantir que suas madeixas recebam todos os nutrientes necessários e fiquem fortes e saudáveis. Além disso, respeite o tempo indicado entre uma química e outra, evitando fazer coloração e alisamento em um intervalo muito próximo, por exemplo.

Mantenha seus cabelos sempre bem hidratados e saudáveis. Algumas ações podem ser feitas diariamente e são muito simples, como não dormir com os fios molhados e evitar água muito quente no banho.

“Na hora de montar seu cronograma capilar pós-corte químico, a reconstrução é a peça principal. A queratina vai ajudar a devolver a força e reconstruir a fibra capilar, ajudando o cabelo a crescer saudável. Além disso, hidratação e nutrição devolvem água, óleos e outros nutrientes, deixando os fios macios e brilhosos. Esse é o passo inicial de extrema importância para fazer com que seus fios comecem a crescer saudáveis novamente”, destaca a especialista Raquel Souza.

  • Alimentação balanceada

Sim, a alimentação também é um fator importante na recuperação do cabelo. Cuide da sua alimentação e consuma alimentos ricos em vitamina A e B, como ovos, espinafre, peixe e cenoura. Eles fortalecem os fios, nutrindo-os de dentro para fora.

Crescimento dos fios após o corte químico

Essa é, provavelmente, a dúvida mais frequente sobre o assunto: afinal, após passar por um corte químico, os fios vão voltar a crescer? A resposta é sim, mas é preciso ter paciência. Na verdade, o cabelo danificado cresce na mesma velocidade, mas ele é mais propenso à quebra, o que pode dar a sensação de que não está crescendo.

 As químicas deixam o pH do couro cabeludo mais alcalino, o que propicia a quebra. Por isso, o segredo para quem quer fazer o cabelo crescer mais rápido é apostar em tratamentos que equilibrem o pH, além de fortalecer os fios novamente.

Mega hair para camuflar os danos

O aplique de mega hair é extremamente capaz de disfarçar os efeitos estéticos indesejados de um corte químico. Ele irá camuflar os fios quebrados e toda a parte prejudicada, tornando possível não perder a autoestima durante a recuperação da saúde do seu cabelo.

Expert em mega hair, Raquel Souza, atua no ramo da beleza há mais de 20 anos e explica sobre a técnica chamada Small Tape. O mega hair de extensão adesiva é um método fácil de ser aplicado, a colocação leva em média 30 minutos. Além disso, é uma técnica que não prejudica os fios naturais e não agride o couro cabeludo. Por esse motivo, é o mais indicado para quem tem cabelos finos e frágeis.

“Para saber os tratamentos mais indicados para você, o ideal é consultar um cabeleireiro para avaliar os danos nos seus fios. Os tratamentos profissionais são uma ótima opção para cuidar de forma mais intensa e recuperar a saúde das madeixas rapidamente, mas vale reforçar que os cuidados caseiros também são fundamentais”, finaliza Raquel Souza.

Por Gabi Dallo

Redação EdiCase

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.