Ciclismo: 6 mitos e verdades sobre a atividade física

Ciclismo: 6 mitos e verdades sobre a atividade física
Mitos e verdades sobre ciclismo (Imagem: Shutterstock)

Profissionais esclarecem as principais dúvidas sobre a prática esportiva

Diferentemente do que pensamos, o ciclismo não serve só para tornear pernas. É também um aliado para eliminar gordura abdominal. “Praticar 3 vezes por semana, com duração de 50 minutos, já diminui a barriguinha saliente”, explica o personal trainer Fernando Sales.

Katia Yoshida, personal trainer especializada em fisiologia do exercício também concorda. “Pedalar é uma atividade que movimenta todo o corpo e fortalece os músculos, principalmente a barriga”. A seguir, os dois profissionais esclarecem alguns mitos e verdades sobre o ciclismo. Confira!

> Hidroginástica: veja como a prática ajuda a definir e tonificar o corpo

1. Pedalar diminui a flacidez?

Sim. O ciclismo fortalece a musculatura, diminui a celulite e a flacidez de membros inferiores, fazendo as regiões como pernas, barriga e bumbum oxigenarem mais. Uma dica é pedalar com o abdômen contraído para deixá-lo mais durinho. “Só não vale esquecer de respirar”, reforça a personal trainer Katia Yoshida.

> Conheça os riscos dos anabolizantes para a saúde

2. A bicicleta ergométrica dá o mesmo resultado da bicicleta comum?

Não. Considerando uma corrida de intensidade moderada entre um ciclista em cima da bicicleta e outro em uma academia, certamente quem está na bike terá um gasto calórico maior. “Ciclovias costumam ter lombadas e curvas, o que não ocorre na bicicleta ergométrica”, explica Katia Yoshida.

> Cardápio seca barriga: café da manhã, lanche, almoço e jantar

Diferenças da bicicleta ergométrica e bikes nas calorias
Bicicleta ergométrica queima menos calorias que as bikes (Imagem: Shutterstock)

3. Faz mal pedalar de barriga cheia?

Sim. Quando nos alimentamos, precisamos de sangue para ajudar na digestão. Quando iniciamos os exercícios também precisamos de sangue e oxigênio nos músculos. “Sem saber se deve dar mais atenção ao estômago ou aos músculos, o organismo pode ficar confuso e isso pode causar uma congestão”, conta Katia Yoshida.

> Entenda como a saúde mental influencia no seu peso

4. Pedalar com roupas pesadas ajuda a emagrecer mais rápido?

Não. “Isso é um mito, as pessoas pensam que aquecendo o corpo aumentam o metabolismo, mas isso não existe. Isso pode até ser perigoso, pois o suor é uma forma de expelir calor e não permitir que os órgãos internos aqueçam. Por isso, devemos fazer atividades físicas com roupas bem confortáveis. Quem pratica exercício com roupas muito quentes pode passar mal e, no final das contas, apenas perde água do corpo”, explica Katia Yoshida.

> Entenda a importância de proteger a coluna durante a atividade física

5. O esporte pode ser realizado por pessoas de qualquer idade?

Sim. “O ciclismo tem essa vantagem, pois não tem um tipo específico de público”, garante Fernando Sales.

6. Qualquer bike é apropriada para o ciclismo?

Não. Uma pessoa de 1,60 cm de altura não pode ter uma bicicleta que é estruturalmente criada para um indivíduo de 1,80 cm de altura. “Atualmente, há um programa chamado Bike Fit, que nada mais é do que uma técnica em que se utiliza da biomecânica para ajustar a bicicleta ao seu corpo. Hoje qualquer bicicletaria já oferece esse tipo de serviço. Nesse programa, você pode escolher a bike ideal para seu tamanho”, explica Fernando Sales.

Acompanhe mais dicas de saúde na revista ‘Emagreça com saúde’

Redação EdiCase

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *