Anvisa proíbe mais de 140 remédios para emagrecer

Anvisa proíbe mais de 140 remédios para emagrecer
Cápsulas de remédio (Imagem: Shutterstock)

Decisão foi tomada após morte de enfermeira associado ao uso dos medicamentos

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) divulgou uma lista com mais de 140 remédios para emagrecer proibidos no Brasil. O anúncio veio após a morte da enfermeira Mara Abreu, de 42 anos, diagnosticada com hepatite fulminante devido ao uso de um chá de 50 ervas para emagrecer.

E esse não é o único incidente. A cantora Paulinha Abelha, da banda Calcinha Preta, morreu vítima de meningoencefalite, inflamação no cérebro e nos tecidos que o envolvem, geralmente causada por uma infecção.

O caso ainda está sendo investigado, mas existem suspeitas de que pode estar associada ao uso de medicamentos para emagrecer. Os debates sobre os riscos do uso desses tipos de medicamentos não são recentes. Mas, mesmo assim, o comércio de substâncias irregulares continua acontecendo, principalmente por meio da internet.

Riscos dos medicamentos irregulares

Nas redes sociais, a cirurgiã Liliana Ducatti Lopes, que atendeu a enfermeira Mara Abreu, disse que casos como o da enfermeira são mais comuns do que parecem e costumam acontecer com pessoas saudáveis, mas que ingerem substâncias para emagrecer.

Segundo a médica, existem diversas ervas, além do chá verde, conhecidas por fazerem mal ao fígado quando consumidas de maneira incorreta. A carqueja é um exemplos delas. “É muito bem descrito na literatura (rótulo), há vários relatos e papers que mostram casos de hepatite fulminante causada por uso de chá-verde. Então nós não recomendamos fazer o uso desse tipo de medicação, como: chá que desincha, chá detox, ‘natural’ e ervas”, ressalta.

> Saladas: 5 receitas para ajudar a emagrecer com saúde

Consumir remédios e chás para emagrecer podem oferecer outros riscos a saúde, como falência aguda do fígado, isso porque não existe um controle sobre o que está dentro das embalagens, que podem conter misturas tóxicas ao corpo. Por esse motivo, o recomendado é ficar atento a bula e buscar a orientação de um profissional antes de ingerir qualquer medicamento.

Alerta ‘50 ervas emagrecedor’

Com a promessa de emagrecer, o Chá de 50 ervas’ atrai muitas mulheres que desejavam entrar em forma rápido. Apesar disso, a Anvisa alerta que o chá é proibido no Brasil desde 2020 e não é regularizado como um medicamento, sendo proibido a venda ou prescrição médica.

> Pilates: um aliado nos cuidados à saúde da mulher

O produto também não pode ser classificado como um suplemento alimentar, pois contém substâncias que não são recomendadas para o uso de alimento, como: dente-de-leão, centella asiatica, sene, couro cavalinha dentre outros que possuem autorização apenas em uso de medicamentos fitoterápicos.

Suplementos alimentares e Remédios para emagrecer

Os suplementos alimentares podem ser aliados durante a dieta. Mas, ao contrário dos remédios proibidos pela Anvisa, eles não são vendidos com a promessa milagrosa de emagrecer. São recomendados apenas para pessoas com falta de nutrientes e vendidos legalmente em farmácias.

> Importância dos carboidratos para a saúde

Além disso, fique atento: os suplementos alimentares também não devem ser ingeridos por conta própria. Busque a orientação de um profissional especializado para o consumo adequado, porque a falta de equilíbrio também pode prejudicar a saúde.

Comércio online

Atenta ao comércio irregular de medicamentos on-line, uma colaboração entre a Anvisa e o Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) criou um projeto-piloto para monitorar a venda de medicamentos, como o chá 50 ervas, em plataformas on-line no Brasil.

> 5 receitas de sucos funcionais para a dieta

A iniciativa visa combater a comercialização de produtos que fazem mal à saúde e tem vitimado cada vez mais pessoas. O projeto ainda está em fase inicial, mas promete trazer melhorias no processo de regularização da venda de produtos on-line pela vigilância sanitária para combater irregularidades.

Veja lista com alguns dos produtos proibidos pela Anvisa:

  • Afina Chá
  • Always Fitness Gold
  • Bio Slim
  • Bionatti Emagry
  • Black Caps
  • Blueelife
  • Cápsula Seca Barriga Com Goji Berry
  • Castanha Da Índia
  • Caveirinha Pink
  • Chá 37 Ervas – Denature
  • Chá Barriga Dos Sonhos – Vida Fiber

Leia também

Conheça os benefícios da dança para a saúde

Atitudes que ajudam a reduzir o estresse e melhoram a saúde do coração

Revista Cuidando da saúde: O poder dos grãos e sementes

Vitoria Rondon

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.